Topo
Bala na Cesta

Bala na Cesta

NBA volta à Band com narrador influenciado por Luciano do Valle e Galvão

Fábio Balassiano

24/10/2019 05h12

A temporada regular da NBA volta à tela da Band depois de quase 20 anos nesta quinta-feira. Com o jogo entre Golden State Warriors e Los Angeles Clippers às 23h30 (de Brasília), o melhor basquete do mundo retorna à emissora que exibiu as finais do campeonato passado, mas que não transmite um jogo da fase de classificação desde 1999/2000. E o responsável por conduzir a atração nesta quinta-feira é Ivan Bruno, narrador nascido em São Paulo há 32 anos e há cinco no canal, que também terá jogos exibidos aos domingos.

"Sou da Zona Leste de São Paulo, cresci vendo a NBA com o Luciano do Valle na Band na década de 90 e é maravilhoso voltar a fazer parte dessa história da NBA no Brasil. Hoje usam o termo modinha, né, mas eu era fã do Chicago Bulls por causa do Michael Jordan. Só fui ter TV a cabo em casa há cerca de seis, sete anos e sei bem quão incrível é o alcance de uma transmissão em TV aberta como as que iremos fazer a partir dessa quinta-feira", analisa Ivan, que começou na Band em 2014 para narrações temporárias dos Jogos Olímpicos de Inverno daquele ano, se destacou e acabou ficando.

Depois de Sóchi-2014, vieram Roland Garros, um dos maiores torneios de tênis do mundo, e a Copa do Mundo. A Band precisava de um narrador polivalente e a experiência adquirida na (agora extinta) Rádio Bradesco Esportes ajudou Ivan, encorajado pelos amigos Cacá Fernando e Bernardo Ramos, a conseguir se estabelecer por lá. Vieram transmissões de futebol, MMA, tênis e, claro, o basquete, esporte no qual sua voz é ouvida há duas temporadas nas transmissões do NBB tanto em Band quanto em BandSports (canal fechado). Suas referências são Luciano do Valle, ex-Band, e Galvão Bueno, da Globo.

"Aprendo muito com os narradores da televisão. Eu fiz rádio durante muito tempo e lá a gente usa bordão o tempo todo porque o ouvinte não tem a imagem. Na TV é diferente, e aí entra o que o Galvão Bueno fala em a gente, narrador, ser um vendedor de emoção o tempo inteiro. Aprendi com o Luciano do Valle, ouvindo suas narrações e com as histórias que dele me contam, que além da emoção devemos também contar histórias, criar heróis, endereçar os personagens com emoção para quem está assistindo. Desde moleque acompanhei o Luciano e o Galvão. E aí fui estudar, vi algumas coisas deles e acabei achando meu estilo. A história está sendo reescrita. É a maior liga nacional de esportes do planeta e um orgulho transmitir o campeonato pro Brasil", pondera.

Ivan será um dos narradores da NBA na Band, que terá como comentaristas Eduardo Barão (voz conhecida das manhãs da BandNews FM – mais aqui e aqui), Álvaro José (um dos pioneiros da NBA no Brasil nas décadas de 80 e 90 – mais aqui e aqui) e Danilo Castro (ex-jogador). O combo de informação, história e parte tática promete ser um dos diferenciais do canal.

"É espetacular conseguir juntar tanta gente bacana em uma transmissão. Eu lembro do Álvaro comentando e narrando os jogos da NBA na década de 90. O Barão é um fenômeno da informação e o Danilo sabe tudo da parte técnica. Mas é transmissão em TV Aberta e precisamos nos policiar o tempo todo em relação a isso. Nos canais fechados, o telespectador procura o programa. Na Aberta, muitas vezes ele é 'encontrado' por uma nova atração. Acho que precisamos ser muito didáticos, trazer essas coisas pro português. O basquete, para muitos que estarão ali assistindo, é novo, diferente, algo que muita gente nunca viu. O MMA, quando comecei a narrar, era assim também e trago essas lições, sobretudo em relação a língua portuguesa", reflete Ivan, que fala sobre como o trio pretende atingir os novos fãs da modalidade: "Precisamos explicar pra quem não acompanha. Quero que o cara que está na padaria tomando um café no dia seguinte consiga falar do assunto, troque uma ideia. É importante trazer esses caras da NBA para a realidade do brasileiro. Com didatismo, trazendo pra nossa realidade. Por meio disso trabalhar vamos junto com as emoções. Espero que o público se emocione com a gente em todas as jogadas".

Ciente de que sua voz ganhará cada vez mais fãs a partir dessa quinta-feira, Ivan relembra os momentos mais especiais que viveu como torcedor "modinha" do Bulls na década de 90 e não deixa de apontar os favoritos para a temporada que começou na última terça-feira:

"É muita emoção segurar o bastão que o Luciano do Valle ajudou a empunhar 20, 30 anos atrás. É uma responsabilidade imensa. De jogo, o que mais me lembro é o final do Jordan com a camisa do Chicago em 1998. O engraçado é que não era o Luciano narrando, mas sim o Álvaro, já que o Luciano estava na França para a Copa do Mundo de futebol. Ali foi o ápice do Jordan, da NBA, da emoção pra mim. E também o All-Star Game de 1998 com o final do Magic Johnson. Sobre a atual temporada, vejo Clippers, com a base que já tinha e os reforços do Kawhi Leonard e Paul George, o Lakers e o Houston pelo lado Oeste e o Bucks e o Sixers pela conferência Leste como favoritos. Não dá pra desprezar o Golden State Warriors e nem o Brooklyn Nets, mas os dois times aguardam suas estrelas (Klay Thompson e Kevin Durant, respectivamente)", finaliza.

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.

Blog Bala na Cesta