Topo
Bala na Cesta

Bala na Cesta

Os 3 retornos e a Euroliga, por Rodrigo Salomão

Fábio Balassiano

19/10/2019 10h00

* Rodrigo Salomão

Depois de um longo e tenebroso verão europeu, a Euroliga voltou às suas atividades. Agora com direito a transmissão no Brasil pela DAZN, é bom ressaltar. E, como não poderia deixar de ser, também voltamos à cobertura in loco aqui pelos lados de Tel Aviv, Israel. Mas este não foi o único retorno. Longe disso.

A partida entre Maccabi Tel Aviv e Estrela Vermelha, pela 3ª rodada, trouxe como grande atração o reencontro do ídolo Omri Casspi com a sua torcida na competição continental. Ovacionado desde o aquecimento, passando pela apresentação e, claro, o jogo em si, o camisa 7 israelense – com carreira de 10 anos na NBA – foi um grande motor da vitória, na prorrogação, por 84 a 69 sobre os sérvios (sim, essa diferença aconteceu mesmo depois de uma prorrogação!).

Casspi anotou 15 pontos e 8 rebotes, todos defensivos, além de 3 assistências. Ainda no vestiário, estivemos com ele na conversa pós-confronto com a imprensa na Menora Mivtachim Arena. Entre vários assuntos relacionados à partida, o atleta analisou também a sensação de voltar para casa depois de tanto tempo, ainda mais diante de fãs tão apaixonados:

"Fiquei muito empolgado com este jogo, fazia muito tempo. Estou empolgado por estar de volta (…) Cada partida é diferente, mas, claro, aqui é nossa casa e isso tem uma energia especial", resumiu.

A importância de Casspi para as pretensões do time de Tel Aviv é tão grande quanto a de outro colega que acaba de retornar para o cenário europeu. Estamos falando de Nikola Mirotic. Eleito recentemente o melhor jogador fora da NBA pelos GM's da liga, o espanhol assinou com o Barcelona, no repatriamento mais surpreendente das últimas temporadas. Na primeira rodada do torneio, contribuiu com 24 pontos para a vitória catalã. Já na segunda rodada assinalou um duplo-duplo em mais um triunfo. Fechou a trinca de grandes atuações na vitória mais recente, contra o Alba Berlin (103 a 84), ao cravar 18 pontos em apenas 20 minutos jogados. Em pouco tempo, já mostrou todo seu potencial de fazer a diferença.

E por falar em fazer a diferença, temos também a impactante presença de Luis Scola. O argentino construiu boa parte da carreira atuando na Europa, tanto que esteve na primeira edição da Euroliga no formato atual (só ele e Felipe Reyes que jogam hoje em dia fizeram parte da temporada original em 2000-2001). Lenda do Tau Ceramica (atual Baskonia), o ala-pivô foi anunciado pelo Olimpia Milano a poucos dias do começo da competição. A sua brilhante participação no Mundial na China foi credencial mais que suficiente para que um postulante ao título – com Sergio Rodríguez no elenco e agora treinado por Ettore Messina – apostasse em sua vinda aos 39 anos de idade. Seus últimos jogos antes da volta aconteceram em Atenas, na casa do Panathinaikos, no Final Four de 2007. E foi neste mesmo palco, doze anos depois, pela terceira rodada, que tornou a fazer a diferença ao assinalar 17 pontos nos 23 minutos em que esteve em quadra na importante vitória de 79 a 78 sobre os anfitriões gregos. Como de costume, Scola não parece disposto a decepcionar. 

Nenhum dos três, a bem da verdade.  

Curtinhas da Euroliga:

  • Mencionamos a eleição de Mirotic como o melhor jogador fora da NBA, com 55%, mas a lista dos votados é significante. O segundo mais lembrado foi o francês Nando de Colo (Fenerbahce), com 21%, seguido do espanhol Sergio Llull (Real Madrid), com 17%. Além deles, o tcheco Jan Vesely (Fenerbahce) e o projeto de estrela israelense Deni Avdija (Maccabi Tel Aviv) completaram a relação;
  • E por falar em Nando de Colo, sua participação nesta rodada foi simplesmente avassaladora. Foram nada menos que inacreditáveis 39 pontos (recorde de sua carreira) no êxito turco em casa contra o Baskonia por 87 a 80. Há muito tempo não se via uma atuação individual dessas tão dominante no torneio;
  • Depois de três rodadas, os grandes destaques vão para o atual campeão CSKA e o Barcelona, de Mirotic. São as únicas equipes com 100% de aproveitamento na competição e que, por enquanto, têm sobrado na turma. O resto está tudo embolado.

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.

Blog Bala na Cesta