Bala na Cesta

Entre comemorações e turbulências, ainda há uma ponta de esperança no basquete do Vasco

Fábio Balassiano

17/04/2018 13h39

Foto: Paulo Fernandes/ Vasco.com.br

Quem lê o título do texto e viu a forma que o Vasco da Gama foi eliminado pelo Bauru na Arena Carioca pode achar estranho. Mas o time vascaíno conseguiu um título nesta temporada (a Copa Avianca), fez uma temporada no mínimo conturbada no NBB e mesmo com diversos boatos que o Vasco encerraria o seu projeto no basquete teve uma confirmação importante de dirigente do clube de que, sim, o basquete cruzmaltino continua em 2018/2019. E isso dá esperança ao basquete em São Januário.

Vamos voltar rapidamente no tempo e lembrar que o Vasco montou um dos times mais talentosos (pelo menos no papel) para a décima temporada do Novo Basquete Brasil (NBB). A equipe contava com jogadores consagrados e com passagem na seleção, como o Guilherme Giovannoni, Lucas Mariano, Fúlvio. Além de contar com bons jogadores como o Gui Deodato (chegou a ser o jogador revelação de 2012), Gustavo Basílio e Renato.

Com esse time, o Vasco começou a sua temporada com um título invicto na Copa Avianca no ano passado. Torneio que teve participação de clubes como o Flamengo, Minas, Botafogo, Vitória e Basquete Cearense. Por mais que seja um torneio de pré-temporada, foi difícil o torcedor e a mídia não se empolgarem com esse desempenho. Pelo lado do clube, a animação também era alta. Mas a pressão interna sempre existiu. O investimento que o clube colocou no time, não foi pequeno e as previsões de receita e custos, eram altas. Por sinal, essas previsões foram postadas aqui no blog tempos atrás.

Aí a equipe vascaína começa a temporada no NBB e os resultados positivos que o torcedor viu na Copa Avianca não aparecem. Na verdade, as derrotas duras caem como um soco no estômago para o time e a torcida. Os jogadores que foram contratados como solução no ataque não rendem como o esperado e o americano David Jackson, que já estava no clube, segue sendo o principal nome cruzmaltino. O bom desempenho do Jackson levou-o, mais tarde, inclusive ao Jogo das Estrelas.

Jogos inconstantes, público fraco em partidas em casa, salários atrasados e turbulências por causa de eleição no clube marcaram todo o NBB da equipe de São Januário. Até teve o caso do grande destaque do time, David Jackson, ser afastado pelo VP de Quadras e Salão na época. Uma confusão que até hoje não foi explicada. O atleta foi “desligado” por uma nota lançada em um site que faz a cobertura do clube, mas seu agente não foi notificado até hoje. Depois essa confusão foi resolvida e o americano voltou ao clube.

Mas no dia 3 de março veio a pior derrota do clube – e em rede nacional para o Paulistano. A equipe até aquele momento comandada pelo André Barbosa perdeu por 102-59 em uma tarde de sábado. Depois da derrota, o treinador deixou o cargo e o seu auxiliar Christiano Pereira assumiu a função. Se a temporada já não estava sendo empolgante, depois dessa demissão e crises fora de quadra, tudo parecia que ia despencar de vez para o time.

Thiago Moreira / Vasco da Gama

Porém, o time conseguiu com o Christiano melhorar a sua autoestima e isso era nítido quando se entrevistava os jogadores. Vendo de fora, o clima parecia outro entre os jogadores. Estava mais leve e nos treinos os atletas batiam papo constantemente sobre o que cada um poderia melhorar. O time depois da partida contra o Paulistano não foi perfeito na reta final, mas quando foi definido que iria para os playoffs e pegaria o forte time do Bauru na primeira rodada foi inevitável que muitos cravassem a eliminação da equipe após três derrotas seguidas.

O primeiro jogo da série aconteceu no Rio de Janeiro e o time paulista venceu por 93-84. A equipe já não era favorita, começou perdendo o primeiro jogo e ainda teria que fazer dois jogos fora de casa contra o Bauru. Tudo se encaminhava para a previsão inicial de muitos. Isso não aconteceu e foi de uma forma espetacular. O ala Gustavo Basílio, que foi um dos grandes achados dessa equipe na temporada, acertou uma cesta de três no final da partida e mostrou a todos que desconfiaram que a equipe poderia sim surpreender.

Depois dessa vitória importante o time perdeu o terceiro jogo e jogou no Rio de Janeiro precisando ganhar para forçar o último jogo em Bauru. Lembrando que o time não contou com o Alex “Brabo” Garcia depois do primeiro jogo, em que ele teve uma ruptura do Ligamento Cruzado Anterior (LCA) do joelho direito e foi anunciado que iria ficar fora dessa temporada, para voltar saudável no próximo NBB.

O quarto jogo veio e tinha de confiança por parte da torcida. A equipe carioca não jogou mal, ficou a frente no placar por uma boa parte da partida. Mas foi nos momentos decisivos que surgiu um nome que todo torcedor vascaíno vai lembrar, Duda Machado. Sim, o irmão do Marcelinho (Flamengo) jogou muito no final da partida, fez 7 pontos na prorrogação e fechou a noite com a cesta à “la Boracini”, para decretar a classificação equipe paulista.

Lendo até aqui, não parece ser um final agradável para o time carioca. Mas antes dessa partida acontecer, conversei com o atual Vice-Presidente de Quadras e Salão, Luiz Ferreira, e ele deu uma boa notícia para o basquete no Vasco. Questionei se o projeto iria continuar na próxima temporada e ele foi enfático: “O basquete continua”. Perguntei se o investimento será o mesmo ano que vem: “Estamos estudando. Porque o investimento tanto pode reduzir ou aumentar. Depende dos patrocínios que estamos negociando. Temos algumas coisas em andamento, bem desenvolvidas. O Vasco continua e forte”, finalizou.

Então mesmo terminando a temporada do jeito que não era a que todos imaginavam lá atrás o basquete que deu tantas glórias para o clube parece ter vida na próxima temporada. Com a experiência que o time ganhou nesse NBB e, quem sabe, patrocínios entrando para o basquete o Vasco pode ser, sim, um time mais forte no próximo campeonato.

Resta agora aos torcedores torcerem para que a palavra da diretoria se mantenha após o meio do ano.

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Topo