Topo
Bala na Cesta

Bala na Cesta

Primeiro dia de transferências na NBA movimenta mais de R$ 15 bilhões

Fábio Balassiano

01/07/2019 01h33

Steve DYKES / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP

Foi, sem dúvida, um dos dias mais agitados da NBA em abertura de mercado nos últimos anos. No total, mais de US$ 4 bilhões, ou cerca de R$ 15 bilhões, foram movimentados na primeira noite de mercado dos famosos agentes-livres da melhor liga de basquete do mundo (atletas que estavam sem contrato). Cerca de 60 atletas se movimentaram neste domingo, ou renovando com suas franquias ou mudando de time para as próximas temporadas.

Pelo menos seis jogadores com potencial de All-Star trocaram de time na noite deste domingo. Jimmy Butler saiu do Sixers e foi pro Miami Heat. Kemba Walker mudou-se de Charlotte para o Boston Celtics. Kevin Durant e Kyrie Irving se transferiram de Warriors e Celtics, respectivamente, para o Brooklyn Nets. Al Horford também saiu do Celtics, indo para o Philadelphia 76ers. E D'Angelo Russell mudou-se do Brooklyn para o Golden State Warriors, que, aliás, despachou o campeão Andre Iguodala (a caminho do Memphis Grizzlies) para abrir espaço para Russell.

Por incrível que pareça, nem Kevin Durant e nem Kyrie Irving, dois dos nomes mais cortejados do mercado e mencionados aqui no texto anterior, foram os que mais grana receberam. A alcunha, até o momento, fica com o armador Damian Lillard, que prorrogou em mais quatro anos o seu contrato para permanecer com o Portland Trail Blazers pela bagatela de US$ 196 milhões (quase R$ 750 milhões).

Abaixo dele, o ala Tobias Harris (US$ 180 milhões / 5 anos) ficando no Sixers, o ala-armador Khris Middleton (US$ 178 milhões / 5 anos) se mantendo no Bucks e aí sim aparece Durant (US$ 164 milhões / 4 anos). O ala-pivô letão Kristaps Porzingis (US$ 158 milhões / 5 anos), Jimmy Butler (US$ 142 milhões / 4 anos), Kemba Walker (US$ 141 milhões / 4 anos) e Kyrie Irving (mesmo valor de Kemba) são os únicos que ultrapassaram a marca dos US$ 140 milhões em contrato.

Atualização do post às 01h45: armador do Nuggets, Jamal Murray renovou seu contrato por cinco temporadas e US$ 170 milhões.

EZRA SHAW / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP

Dentre os grandes nomes disponíveis no mercado, apenas um não se movimentou neste domingo. Cortejado por Lakers, Clippers, o próprio Toronto Raptors e New York Knicks, o sempre diferente Kawhi Leonard optou por esperar um pouco. O ala, campeão e MVP pelo Raptors em 2019, preferiu ver os movimentos do mercado e pediu mais um, dois dias para tomar a sua decisão com calma.

Os grandes vencedores do mercado, até o momento, são Brooklyn Nets, que conseguiu Durant e Irving, Utah Jazz, que se reforçou muito bem com Bojan Bogdanovic e Mike Conley também, o Milwaukee Bucks, que segurou o armador George Hill, o pivô Brook Lopez e o ala Khris Middleton, trazendo ainda Robin Lopez, irmão de Brook, para o banco de reservas, e o Philadelphia 76ers, que perdeu Jimmy Butler e JJ Redick, mas segurou Tobias Harris e trouxe o excelente Al Horford.

O New York Knicks e Los Angeles Clippers, que tinham espaço até de sobra em sua folha de pagamento para trazer até três jogadores com contratos altos, são os grandes perdedores do mercado. Nenhum dos dois conseguiu uma estrela sequer até o momento (e só há Kawhi disponível agora…) e frustraram seus torcedores.

Gene Sweeney Jr./AFP

Pelo Brasil, dois movimentos chamam a atenção. Nenê abriu mão do último ano de seu contrato (US$ 3,8 milhões) com o Houston Rockets e se tornou agente-livre. Há a possibilidade dele se aposentar inclusive. Além dele, Raulzinho deve acabar envolvido na troca que levará Mike Conley para o Utah Jazz, podendo parar em Memphis na próxima temporada (a resolução do caso acontece até o dia 06 de julho).

Abaixo as principais transferências (há ainda as de D'Angelo Russell e Jamal Murray, fechadas no momento em que o post estava indo pro ar):

 

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.