Topo
Bala na Cesta

Bala na Cesta

Como Kevin Durant ganhará mais de R$ 150 milhões sem jogar até 2020

Fábio Balassiano

27/06/2019 05h30

GREGORY SHAMUS / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP

O sempre antenado Woj, da ESPN, divulgou em primeira mão que Kevin Durant optou por não apertar o botão de sua renovação automática com o Golden State Warriors visando a próxima temporada da NBA. Com isso, o ala, lesionado no tendão no jogo 5 das finais da NBA e fora das quadras no mínimo até março de 2020, deixará de receber os mais de R$ 110 milhões que tinha garantido com a franquia de Oakland.

Para um atleta lesionado (e uma lesão grave) de 30 anos isso poderia ser um problema. Para Kevin Durant, aparentemente não. Com a consciência de que é um dos cinco melhores jogadores do planeta, o camisa 35 do Warriors abriu mão da renovação com o Warriors porque sabe que receberá ofertas máximas de, brincando, dez franquias a partir do dia 1º de julho, quando agentes-livres podem receber suas propostas.

Uma dessas é o próprio Golden State, a única que pode oferecer um contrato de cinco anos ao ala. O valor máximo é de R$ 853 milhões (R$ 170 milhões anuais). As demais equipes da NBA podem contratar Durant por no máximo quatro anos e R$ 633 milhões (R$ 158 milhões/ano) de acordo com as regras da liga.

Reprodução Instagram Kevin Durant

Ou seja: sem poder pisar em uma quadra de basquete no mínimo até o começo de 2020, Kevin Durant será agraciado com ofertas que lhe pagarão mais de R$ 150 milhões pela temporada 2019/2020. Existe, desde já, o risco de Durant nem sequer jogar o próximo campeonato, optando por uma recuperação mais segura e só jogando quando estiver 100% recuperado de seu problema físico.

Brooklyn Nets, New York Knicks e o próprio Golden State Warriors aparecem como favoritos para contratar o craque, duas vezes campeão da NBA e duas vezes MVP das finais (2017 e 2018). O Los Angeles Lakers corre por fora.

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.