PUBLICIDADE
Topo

Bala na Cesta

Razões pra acreditar: 3 no título do Raptors e 3 na recuperação do Warriors antes do jogo 5 de hoje

Fábio Balassiano

10/06/2019 06h38

GREGORY SHAMUS / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP

A temporada 2018/2019 da NBA pode terminar hoje. A partir das 22h (Band e ESPN), o Toronto Raptors abre o seu ginásio para a quinta partida da decisão da liga. Com 3-1, se vencer o Golden State Warriors a franquia canadense se sagrará campeã pela primeira vez na história. Se os californianos vencerem, haverá sexto jogo em Oakland na quinta-feira. E há motivos pros dois lados acreditarem ou no fechamento do duelo ou no prolongamento dele, hein. Vamos lá:

TRÊS RAZÕES PRA ACREDITAR NO TÍTULO DO RAPTORS LOGO MAIS

1) Kawhi Leonard -> Acho que aqui nem precisa escrever muito mais coisa, não é mesmo? Melhor jogador do playoff, Kawhi tem 30,8 pontos e 10,3 rebotes de média nessa decisão, apesar de estar jogando com dores no joelho e com movimentos mega limitados (cada vez mais seu apelido de "Robô" faz sentido, já que seu deslocamento lateral parece bem mecânico). Imarcável, faminto, focado e assassino silencioso, o camisa 2 é um cracaço e está pronto pra acabar com a dinastia Warriors nesta noite.

GREGORY SHAMUS / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP

2) Elenco de apoio -> Kawhi é craque, mas o que tem jogado o elenco de apoio do Toronto nesta pós-temporada é incrível. Cada dia um aparece. Paskal Siakam é o melhor deles, com média de 19 pontos e 7 rebotes em todo playoff, o primeiro dele como efetivo na NBA. Fred VanVleet, o armador reserva, anota 7,2 pontos, mesma marca praticamente de Danny Green (7,4). Os dois cresceram bastante nas duas últimas semanas. Kyle Lowry, mesmo irregular, tem 14,4 pontos de média. Os pivôs Marc Gasol (9,4) e Serge Ibaka (8,9) também contribuem bastante. Todo mundo do elenco do técnico Nick Nurse está ajudando.

3) A chance de fazer história diante da torcida -> Aqui há algo que pode fazer a diferença. Não há torcida mais apaixonada que a do Toronto neste playoff da NBA. O que os canadenses estão fazendo no ginásio, com direito até a bandeirão, algo incomum nos esportes americanos, é incrível. A energia logo mais na Scotiabank Arena será incrível e os Raptors sabem que poderão fazer história diante de seus fãs. Acabar com a dinastia dos Warriors. Conquistar o primeiro título da franquia. Ganhar em casa. Combustíveis não faltam, né?

Lachlan Cunningham/Getty Images/AFP

TRÊS RAZÕES PRA ACREDITAR NO COMEÇO DA RECUPERAÇÃO DO WARRIORS

1) Kevin Durant podendo retornar -> Após um mês, pela primeira vez o departamento médico do Golden State mudou o status do camisa 35 de "fora da partida" para "questionável". Entre "questionável" e "vai pro jogo" há uma distância imensa, mas pros Warriors na minha opinião a série só se prorroga com Durant em quadra – o que parece que pode acontecer logo mais. É um fio de esperança no qual se agarra o técnico Steve Kerr, já que todas as suas alternativas prévias falharam. Com KD jogando na Scotiabank Arena o cenário pode se modificar.

2) Steph Curry tão abaixo -> Curry está desgastado. Com a marcação do Raptors se concentrando nele a cada posse de bola, o magriça foi mal no jogo 4 (2/9 de 3 apesar dos 27 pontos). Os Warriors esperam que um de seus maiores ídolos performe como sempre performou. Com isso as chances de recuperação da equipe sobem consideravelmente. A questão de Steph, no entanto, parece ser bem física também. Sem Durant, quase tudo ficou com ele em termos de fluência de jogo, tomada de decisão e chamar jogadas. Ele me parece bem cansado.

Lachlan Cunningham/Getty Images/AFP

3) Três derrotas seguidas, algo raro pra este núcleo -> Desde que Steve Kerr assumiu o Warriors na temporada 2014/2015 em apenas uma vez o Golden State perdeu 3 partidas seguidas de playoff (na final de 2016 contra o Cavs). Será que o mesmo se repete esta noite? O duelo estava 1-1, o Toronto abriu 3-1 e em caso de revés o fato de três derrotas acontecerem, algo tão raro, se repetiria. Não é comum para um elenco que conta com Steph Curry, Klay Thompson, Andre Iguodala e DeMarcus Cousins. A questão é que, aparentemente, Kerr não tem nenhum coelho pra tirar da cartola além da volta de Kevin Durant.

E você, o que acha que acontece? Apenas como palpite, creio que a série termina hoje com o título inédito do Toronto Raptors.

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.