Topo
Bala na Cesta

Bala na Cesta

Dois maiores investimentos do NBB, Flamengo e Franca se enfrentam amanhã no RJ

Fábio Balassiano

04/02/2019 08h18

Divulgação: Flamengo

Os dois times de maior investimento do basquete brasileiro voltam a se enfrentar nesta terça-feira. No ginásio do Tijuca às 20h (ESPN exibe), Flamengo e Franca medem forças em um confronto que já aconteceu duas vezes na temporada e que muita gente prevê que acontecerá na decisão do NBB.

Embalado com quatro vitórias consecutivas no NBB, o Flamengo, terceiro lugar com 15-4, vive seu melhor momento na temporada. Bateu o Paulistano na sexta-feira por 95-87 e tem visto o rendimento de sua dupla Balbi e Anderson Varejão crescer a cada dia. Não custa lembrar que foi contra os francanos que o rubro-negro conquistou o troféu da Copa Super8 no final de 2018, começando, ali, a mostrar o basquete do time de Gustavo de Conti que todos esperávamos ver desde o começo de sua Era no clube. Os 79-75 daquele 29 de dezembro ainda estão na memória de muita gente dos dois lados.

Se eu pudesse pedir alguma coisa (e eu sei que tenho zero poder sobre isso) é que a torcida do Flamengo apoie e ajude seu time. A média de público do time no campeonato é ridícula (menos de mil pessoas por partida) e a equipe desde sempre no NBB faz por onde. Para um clube da grandeza, com o tamanho da torcida que tem, é muito, muito baixo. A diretoria mudou o local dos jogos contra Paulistano e Franca da Arena Carioca (Barra da Tijuca) para o Tijuca Tênis Clube para atrair seus fãs, mas a julgar pelo que vimos na sexta-feira o resultado não foi o esperado – menos de 700 pessoas no duelo contra o atual campeão nacional.

Divulgação: Franca Basquete

Do outro lado estará o líder do campeonato. Franca tem um investimento também fortíssimo, a campanha de 15-2, os títulos do Paulista e da Liga Sul-Americana na temporada e uma vitória bem emblemática no sábado contra Bauru por 88-71. Lucas Dias (na foto acima) fez 25 pontos, dominou o duelo inteiramente e mostrou ao técnico Helinho e a torcida francana que pode ser, sim, uma outra válvula de escape ofensiva quando David Jackson estiver bem marcado (12 pontos no sábado).

São dois elencos fortíssimos, recheados de peças de valor (nem citei Marquinhos, do Fla, e Didi, ambos da seleção brasileira e que estarão no Jogo das Estrelas do NBB) e que têm tudo para fazer um jogaço amanhã no Tijuca. Vale a pena ficar ligado.

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.