Topo
Bala na Cesta

Bala na Cesta

Quase R$ 9 milhões por 10 jogos? Mau começo pode fazer Rockets demitir Carmelo Anthony

Fábio Balassiano

12/11/2018 05h00

Foto: Divulgação NBA

Pode estar chegando ao fim a breve história de Carmelo Anthony com o Houston Rockets. Incomodada com o péssimo começo de temporada (4-7 até este domingo), a franquia que chegou à decisão do Oeste passada perdendo para o Golden State Warriors apenas no sétimo jogo (e sem Chris Paul nos dois últimos) resolveu agir. E justamente em cima do maior reforço da equipe para o campeonato de 2018/2019.

Trocado do OKC para o Atlanta Hawks, imediatamente dispensado da franquia da Geórgia e contratado pelo Rockets pelo salário de US$ 2,4 milhões (quase R$ 9 milhões), Carmelo, de 34 anos, jogou apenas 10 partidas, não agradou, está a um passo de ser dispensado e pode escrever mais um capítulo triste de uma carreira que se aproxima de um final melancólico.

No sábado após a derrota para o San Antonio Spurs o técnico Mike D'Antoni informou a imprensa que o motivo pelo qual Melo não atuou passou pela decisão do gerente-geral Daryl Morey: "Não posso falar nada sobre isso. Carmelo tem jogado muito bem conosco, mas essa decisão sobre ele não jogar deve ser conversada com Dary (Morey). Chequem com ele", informou o treinador a imprensa na coletiva.

Listado como "com problema de saúde", Carmelo tampouco atuou contra o Pacers neste domingo e terá reunião decisiva nesta segunda-feira no Texas com Daryl Morey e demais executivos do Houston Rockets. A franquia nega, mas Marc Stein, veterano repórter americano, garante que o Rockets está bem inclinado a, sim, dispensar o ala de 34 anos antes de dezembro.

Foto: Divulgação NBA

Em 10 partidas, Carmelo tem médias de 29,4 minutos, 13,4 pontos e 40% nos arremessos de quadra. Nada tão ruim para quem tem vindo do banco, aceitando um papel menor, e tentando se adaptar a um esquema de jogo bem diferente do qual participou nos últimos anos (o frenético e veloz jogo texano). O que pesa contra o time todo, porém, é justamente a sua maior deficiência – a defesa. Se em 2017/2018 o time levava 103,9 pontos por jogo e via os rivais converterem 44% dos chutes, nesta o número saltou para 108 por partida e 47% nos arremessos.

Embora a culpa não seja só dele, Anthony, a avaliação de Daryl Morey é que a presença dele faz do Rockets um time pior. E aí não dá pra tirar a razão de Morey, um maníaco por números. Quando ele está em quadra, déficit médio de 11 pontos; quando está fora, -2,3. Pior que isso. A química com as duas principais estrelas da franquia não acontece também. Com James Harden, Chris Paul e Melo na quadra o saldo é de 25,8 pontos negativos a cada 100 posses de bola. APENAS com Harden e CP3 jogando (Anthony no banco), -5,1.

O que você faria? Manteria Carmelo por mais tempo ou partiria para uma decisão drástica logo de cara na temporada?

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.