Topo
Bala na Cesta

Bala na Cesta

Como transformar um investimento de US$ 6 milhões em US$ 200 mi em 4 anos? Kobe Bryant conseguiu - entenda!

Fábio Balassiano

17/08/2018 05h00

Não é só na quadra que Kobe Bryant fez sucesso. Após a empreitada com o curta-metragem "Dear Basketball", que lhe rendeu o Oscar de melhor curta-metragem, nesta semana foi noticiada uma nova notícia "animada" para o eterno craque do Los Angeles Lakers.

Após investir US$ 6 milhões para a compra de 10% da marca de energéticos Bodyarmor em 2014, Kobe Bryant e os demais acionistas foram surpreendidos no começo do ano com o interesse da Coca-Cola em se tornar sócia da companhia, fato que acabou ocorrendo no final da semana passada quando a gigante empresa norte-americana adquiriu 49% das ações.

E aí o craque se deu muito, muito bem. De acordo com levantamento da ESPN americana, a parte de Kobe hoje vale mais de US$ 200 milhões, ou seja, 33 vezes mais do que ele investiu quatro anos atrás, algo absolutamente inimaginável para qualquer investimento comum no mercado financeiro.

Como detalhe que mostra como a Bodyarmor cresceu, quando Bryant investiu na marca quatro anos atrás a empresa havia vendido US$ 10 milhões através de suas bebidas. A projeção para este ano, já com a chegada da Coca-Cola para auxiliar na parte de logística e distribuição, é de mais de US$ 400 milhões.

Para se ter uma ideia de quanto dinheiro isso representa mesmo para um milionário como Kobe Bryant, vale dizer que durante os 20 anos em que atuou pelo Lakers na NBA ele acumulou US$ 320 milhões em salários. Caso venda, hoje, a sua parte nas ações da Bodyarmor o rapaz terá ganho, sem fazer tanta força assim, em quatro anos mais de 60% do que demorou duas décadas de muito suor para conseguir em uma quadra de basquete.

Além de Kobe, James Harden (Houston Rockets) e Andrew Luck (NFL) também aparecem como sócios da empresa, mas investiram menos de US$ 1 milhão há cerca de dois anos e possuem menos de 3% das ações da companhia de bebidas.

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.