Topo
Bala na Cesta

Bala na Cesta

Fantástico, LeBron James leva o Cavs a quarta final seguida da NBA com vitória em Boston

Fábio Balassiano

28/05/2018 00h01

Jogo 7, fora de casa, em Boston. Tudo contra o Cleveland Cavs, com a exceção do fato de a franquia de Ohio ter LeBron James, o melhor jogador de basquete deste e de outros planetas. E foi LeBron James que calou o TD Garden neste domingo com mais uma performance surreal (35 pontos, 15 rebotes e 9 assistências) para guiar o Cleveland ao incrível triunfo de 87-79, fechando a série final da conferência em 4-3, ganhando o Leste e classificando a equipe pela quarta vez seguida à final da NBA.

O Cleveland agora aguarda o vencedor do jogo desta segunda-feira entre Houston Rockets e Golden State Warriors (Sportv, 22h). Quem vencer a conferência Oeste terá o mando de quadra na final da liga que começa na quinta-feira. Nenhum dos dois times, e eu insisto nisso, tem LeBron James, que aos 33 anos parece estar no seu auge físico, técnico, mental e de liderança também.

E como coincidência, vale dizer que a franquia de Ohio é a quinta equipe classificada como quarta ou abaixo aos playoffs a chegar a decisão da NBA. A última que um destes times foi campeão nesta situação? O Houston Rockets, em 1995, que se sagrou campeão ao bater o Orlando Magic por 4-0.

O jogo em si foi ruim em termos técnicos, e isso se explica em boa parte pelo nervosismo do jovem e bravo time do Boston e do desorganizado e desfalcado Cleveland Cavs (Kevin Love, o outro All-Star do time, não jogou – concussão na cabeça). Os verdes chutaram 9/35 de 3 e do outro lado o Cavs teve 7/39 do perímetro, em uma prova que a mira estava ruim, mas sobretudo que o lado mental pesou demais para as duas equipes. No final das contas, LeBron colocou o seu Cleveland nas costas, viu o Boston ficar ainda mais tenso na parcial derradeira e colocou pontos e assistências decisivas quando os Celtics insistiam apenas nas bolas de fora (que não caíam).

Pelo lado pessoal da coisa, LeBron James, que tem incríveis 34 pontos de média em partidas 7 na sua carreira (isso é um absurdo, gente!), chega a oitava final consecutiva da NBA (quatro com o Miami Heat e as últimas quatro obviamente com o Cavs), algo que só a geração da década de 60 do Boston Celtics (Bill Russell é o maior expoente) conseguiu. Além disso, LeBron mantém a incrível marca de não perder uma série do Leste desde 2010, quando por coincidência o seu Cavs fora eliminado pelo Boston que hoje foi derrotado pelo Cleveland.

Rei é Rei e não há muito mais o que se possa falar a respeito de LeBron James. Jogando em um time que pouco lhe ajudou, o camisa 23 levou o Cleveland praticamente sozinho à final da NBA – nas costas, nas costas mesmo. Deu pra ver um pouco do que ele sentiu quando, na comemoração do título da conferência no vestiário, ele estava deitado no chão tamanho o seu cansaço por guiar a franquia durante todo este playoff.

Sublime, excepcional, incrível LeBron James, que acaba de colocar mais um tijolinho na sua carreira. Carreira deste que é um dos melhores jogadores da história do basquete.

 

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.