Bala na Cesta

Kyrie quis ser trocado pra sair da sombra de LeBron James - agora tem a melhor campanha da NBA

Fábio Balassiano

14/11/2017 06h00

O mundo do basquete ficou de pernas pro ar quando, logo após ter conquistado o vice-campeonato da temporada passada, Kyrie Irving foi à sala de David Griffin, então gerente-geral do Cleveland Cavs, e pediu para ser trocado. Gilbert havia notado que Kyrie estava estranho nos playoffs, mas não sabia que um tsunami estava por vir.

E veio. A razão do campeão pela franquia em 2016 foi bem simples: o armador queria sair da sombra de LeBron James, o verdadeiro dono da franquia Cavs, para se tornar o melhor jogador de uma equipe da NBA.

E assim foi feito quando o Boston surpreendentemente tomou a dianteira das negociações e, até certo ponto rápido, fechou a troca que levou Kyrie Irving para os Celtics. Do dono da franquia ao técnico Brad Stevens, ninguém ali teria dúvida: o time que era de Isaiah Thomas, enviado para o Cleveland na transação, seria mesmo de Kyrie a partir de então. Segundo o recém-chegado armador, ele queria passar a vencer com seus métodos, com suas convicções e de mais ninguém (recado mais claro impossível). A dúvida era: Irving estava mesmo preparado para ser o melhor jogador de um time que queria disputar o título do Leste contra o Cavs?

Logo no primeiro jogo, mais um ingrediente para colocar a cabeça de Irving em frangalhos. Gordon Hayward, contratado pelo Boston para ajudar Kyrie no perímetro, se lesionou com gravidade e perderá muito provavelmente a temporada inteira. O camisa 11, então, teria que se desdobrar mais ainda. E o craque respondeu. E respondeu bem. Noves fora ter ficado de fora dos últimos dois jogos devido a uma lesão na face (ele foi atingido sem querer por Aron Baynes, seu próprio companheiro), Irving lidera o Celtics a uma espetacular campanha de 12 vitórias em 14 jogos – sendo 12 vitórias consecutivas após o início de 0-2.

E os números de Irving acabam que não falam por si só. São 20,3 pontos, 5,2 assistências e 3,1 rebotes, índices qu, olhados assim friamente, são piores que os da temporada passada, mas que provam que as estatísticas, puras, cruas e simples, sem contexto, não valem de nada. O camisa 11 é o responsável não só por pontuar e/ou liderar os Celtics, mas por colocar seus companheiros em condição ofensiva favorável e de ser um esteio seguro para os jovens talentosos Jayson Tatum e Jaylen Brown, lançados sem medo pelo excepcional técnico Brad Stevens. No caso de Kyrie, menos (números) é mais (participação e presença). Na partida recente contra o Hawks, 35 pontos e 7 assistências em uma exibição de gala!

Ainda não dá pra saber exatamente em que patamar o Boston está porque o campeonato está apenas começando e a gente sabe que, lá na frente, a ausência de Hayward será sentida – muito sentida. Mas duas coisas são bem claras e óbvias: 1) O Cleveland subestimou a saída de Kyrie, achando que seria fácil substitui-lo à altura por Isaiah Thomas. E a gente está vendo o errático começo do Cavs; 2) Que Irving estava certíssimo ao dizer pra meio mundo que tinha condição de liderar uma equipe de primeira linha da NBA.

Caso mantenha a campanha do Boston tão lá em cima assim, seu nome deverá obrigatoriamente estar na lista dos candidatos a MVP da temporada, disso ninguém tem dúvida. Hoje os verdinhos enfrentam o Brooklyn Nets fora de casa e esperam contar com o retorno de seu craque maior.

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Topo