Bala na Cesta

Mais uma história sobre Kobe Bryant, desta vez contada por Jay Williams, ex-armador do Bulls

Fábio Balassiano

17/08/2017 08h31

Todo mundo conhece um pouco da mentalidade de Kobe Bryant, né? Lembro que no Especial que fiz quando da sua aposentadoria eu coloquei algumas histórias inspiradoras sobre seu comprometimento com o jogo, a determinação por evoluir constantemente e horas acima do normal dentro de um ginásio.

Na semana passada foi a vez de Jay Williams Jr. compartilhar, em um programa da TV nos EUA, um episódio que aconteceu com ele na temporada 2002/2003 da NBA. Aos 21 anos, Jay tinha acabado de sair da Universidade de Duke e fora escolhido na segunda posição do Draft daquele ano. Fazia uma boa estreia na liga (médias de 13,1 pontos e 6,4 assistências no primeiro ano), teria sua carreira reduzida devido a um grave acidente de moto nas férias de 2003, mas guardou consigo uma história com Kobe. Vamos lá.

“Eu era um calouro na temporada 2002/2003 e desde sempre tentava trabalhar mais do que meus oponentes. Lembro que iríamos jogar contra o Lakers de Kobe e Shaq, estávamos em Los Angeles. Era o time campeão deles. Eu queria fazer bonito.

O jogo seria às 19h, então eu pensei: ‘Vou chegar às três da tarde pra me preparar’. Faria meus 400 arremessos antes do jogo, entraria pro vestiário, faria minha sauna, descansaria um pouco e estaria pronto pra partida. Aí entro na quadra e quem eu vejo do outro lado? Kobe Bryant! Ele já estava treinando. Sozinho.

Aí comecei. Arremessei, arremessei e arremessei. Fiquei lá uma hora, uma hora e meia. Quando saí, sentei no vestiário e ainda continuei ouvindo o barulho da bola quicando na quadra. E pensei: ‘Esse cara ainda está treinando?’. Quando eu entrei na quadra ele já estava todo suado. Quando saí ele ainda ficou. E não eram arremessos leves, fáceis. Eram jogadas que ele fazia na partida, complexas, difíceis mesmo. Aí desamarrei meus tênis, voltei pra quadra de novo, fiquei lá olhando e refleti: ‘Deixa eu ver até onde isso vai’. Deu mais meia hora, ele continuou lá e saí fora pra sauna. Kobe seguiu arremessando.

Naquele jogo ele fez 40 pontos na gente e nós perdemos (Nota do Editor: no jogo do dia 22 de novembro de 2002 Kobe na verdade fez 21). Quando acabou a partida eu esperei um pouco as entrevistas, mas tinha que ir até ele e perguntar o motivo pelo qual ele estava treinando daquele jeito antes do jogo.

A resposta dele me marcou demais: ‘Sabia que você viria treinar antes do jogo. E queria deixar bem claro pra você que não importasse o quanto você treinasse, eu treinaria mais do que você. E te digo, Jay: você me inspira a ser um jogador melhor’. Foi a primeira vez que eu vi um nível tão alto de competitividade”.

Lembrando que este já era um Kobe Bryant tricampeão da NBA em 22 de novembro de 2002.

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Topo