PUBLICIDADE
Topo

Bala na Cesta

Técnico dos EUA e do Spurs, Gregg Popovich volta a detonar presidente Donald Trump

Fábio Balassiano

23/01/2017 05h00

pop_trumpNo começo de novembro o técnico da seleção norte-americana para as Olimpíadas de Tóquio, em 2020, e do San Antonio Spurs desde 1996, Gregg Popovich, não mediu palavras para criticar Donald Trump, recém-eleito presidente dos EUA (mais aqui).

Pop, como é conhecido, chamou Trump de "xenófobo, homofóbico, racista e misóginos". E não parou por aí. Antes do jogo de sábado contra o Cavs, em Cleveland, Pop usou a sua entrevista coletiva pré-jogo para falar sobre Marcha das Mulheres, acontecida no mesmo dia em todo país, e também para criticar o novo presidente dos Estados Unidos com palavras bem duras (o conteúdo completo está aqui e aqui).

marcha"A marcha de hoje (sábado) foi ótima. A mensagem é importante. Poderia ter sido uma série de grupos marchando, mas foi além. Alguém disse na TV: 'Qual é a mensagem?'. A mensagem é óbvia. Nosso presidente chega ao poder com a menor aceitação de qualquer pessoa que tenha entrado naquele escritório. Há uma maioria de pessoas lá fora, principalmente pelo fato que Hillary ganhou no voto popular, que não compram seu ato. Eu só queria que ele (Trump) fosse mais… tivesse a capacidade de ser maduro o suficiente para fazer algo que realmente é inclusivo, ao invés de apenas falar e dizer: 'Eu vou incluir todos'. Ele poderia falar com os grupos que ele desrespeitou e malhou durante as primárias e realmente fazer alguém acreditar. Mas até agora chegamos ao ponto em que você realmente não pode acreditar em nada que saia de sua boca".

pop32"Espero que ele faça um ótimo trabalho. Mas há uma diferença entre respeitar o cargo do presidente e a pessoa que o ocupa. Esse respeito deve ser conquistado. É difícil ser respeitoso com alguém quando todos temos filhos, e nós estamos vendo ele ser misógino, xenófobo e racista, além de se divertir com pessoas com deficiência".

"E todas as coisas que ele disse durante esse tempo, se os nossos filhos tivessem dito isso, teríamos castigado as crianças por seis meses. Sem dúvida. Mas ignoramos tudo isso, porque … por quê mesmo? Isso diz algo sobre todos nós. E isso é perigoso. Isso é o que assusta e me deixa desconfortável".

pop2"Mas eu me senti muito bem hoje assistindo a marcha, em protesto contra como ele se conduziu, porque me diz que eu realmente vivo em um país onde muita gente se importa. Temos de estar vigilantes, com certeza. Embora todos nós esperamos que ele faça coisas boas para o nosso país, torçamos para que não fiquemos embaraçados por ele e para que as liberdades que têm sido trabalhadas por tanto tempo em tantas áreas diferentes sejam revertidas".

Popovich tem cinco títulos de NBA (1999, 2003, 2005, 2007 e 2014) e é considerado o melhor técnico da NBA na atualidade. Desde 1999 seu San Antonio Spurs consegue mais de 50 vitórias em todas as temporadas regulares do melhor basquete do mundo. Desnecessário dizer que Pop, que tem no elenco cinco estrangeiros, votou em Hillary Clinton na última eleição presidencial, né?

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.