Topo
Bala na Cesta

Bala na Cesta

Saiba como assistir às partidas da NBA nos Estados Unidos

Fábio Balassiano

21/10/2019 14h30

A temporada 2019/2020 da NBA começa na próxima terça-feira com dois jogos (Raptors x Pelicans no Canadá e Lakers x Clippers no clássico de Los Angeles) e muita gente me pergunta sobre as melhores maneiras de comprar um ingresso para a melhor liga de basquete do mundo.

A primeira coisa a se fazer, obviamente, é olhar os calendários dos times. Cada equipe da NBA possui uma página específica no site da liga e uma seção com os dias de jogos (schedule). É sempre nba.com/NOMEDAFRANQUIA/schedule. Do Lakers. Do Knicks. E por aí vai.

Nesta seção, sempre vale a pena procurar pelos jogos em casa ("home", na descrição), que são as partidas com mando de quadra das franquias. Com o crescente número de confrontos na Ásia e também na Europa, não custa sempre dar uma checada para saber se, mesmo com mando de quadra, a peleja será mesmo disputada no ginásio americano ou em algum outro canto – é raro, mas acontece.

A partir disso, a melhor maneira de comprar ingresso é pela internet mesmo. Há pouquíssimos times que abrem as suas bilheterias para compra em dias de jogo e sinceramente falando é um verdadeiro inferno para comprar perto da hora da partida. E aí vem a parte mais importante: COMO comprar os tíquetes.

A mais óbvia é pelo próprio site da NBA, clicando em "find tickets" (buscar ingressos). Como muita gente não se sente à vontade comprando em inglês, há boas opções no mercado em português. Uma delas atende pelo site Olá Tickets, plataforma web confiável, que tem acordo com as equipes e cujos ingressos são liberados 48h antes do começo das partidas. É só colocar o nome do time que você deseja assistir no buscador, ver a lista de jogos, os lugares disponíveis e mandar brasa. Vocês faz todo processo de compra pelo site, no final é só imprimir o ingresso e levar ao ginásio.

Outra opção bacana atende pelo Turista FC, serviço que faz todo processo de aquisição dos ingressos, tíquetes de avião e tudo mais para dar conforto ao cliente. O blog chegou a fazer um projeto de parceria para uma viagem à Califórnia no começo do ano, mas ela acabou não se realizando aliás. Envolve experiência do usuário e certamente faz com que quem não queira ou não possa perder muito tempo procurando ingressos receba um serviço de mão cheia.

Muito importante: em algumas localidades, como Miami, por exemplo, é necessário levar o cartão de crédito do comprador do tíquete quando a compra é realizada em sites de revenda de ingresso. Portanto, caso você faça uso dessa opção, não esqueça disso.

Outra dica legal: chegue SEMPRE bem cedo ao ginásio. A gente não é local, se enrola invariavelmente e há atrações para visitar antes dos duelos – nos jogos do Warriors, por exemplo, a atração está no aquecimento de Steph Curry por exemplo, né? Outra coisa: em praças como Nova Iorque nem pense em ir de carro. Não há lugar pra parar e existe uma estação de metrô exatamente embaixo do Madison Square Garden – mesmo valendo para o Barclays Center, do vizinho Brooklyn Nets.

Espero que tenha ajudado.

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.

Blog Bala na Cesta