Topo
Bala na Cesta

Bala na Cesta

Em jogo de 2 prorrogações, Kawhi brilha, dá vitória ao Toronto e 'salva' temporada do Raptors

Fábio Balassiano

2019-05-20T19:23:05

19/05/2019 23h05

Getty / AFP

Acaba de terminar um dos jogos mais sensacionais dos playoffs de 2019. E na mesma Scotiabank Arena (Canadá) que tem sido palco de batalhas homéricas nesta pós-temporada da NBA. Bravo, brilhante e raçudo até dizer chega, o Toronto Raptors contou com uma atuação exuberante de Kawhi Leonard, que mesmo com dores terríveis no joelho atuou por surreais 52 minutos e teve 36 pontos e 9 rebotes para guiar a franquia canadense a fundamental vitória por 118-112 na segunda prorrogação da terceira partida da final da conferência Leste.

Com o resultado, o Toronto "salvou" a sua temporada, já que perdia o duelo por 2-0, agora tem 1-2, o jogo 4 em casa na terça-feira (21h30) e a chance de levar a série de volta para Milwaukee em 2-2, algo até certo ponto improvável depois de ter sido dominado na segunda partida inteira contra o Bucks fora de casa. Mancando, Kawhi Leonard saiu de quadra ovacionado por uma torcida que o venera.

O jogo em si foi tão bom quanto inconstante. Tão irregular que contou com atuação surpreendente de Norman Powell, reserva pouco utilizado pelos canadenses que saiu do banco e teve 19 pontos em 30 minutos até ser eliminado com faltas. O Toronto saiu na frente com 30-21 no primeiro período, chegou a colocar mais de 10 pontos de vantagem no segundo quarto, mas viu a diferença subir e descer no tempo normal até os cinco minutos finais, quando contando com a fúria e a força de Giannis Antetokounmpo (12 pontos, 23 rebotes, 7 assistências e 4 tocos) o Bucks foi encostando no placar até igualar o jogo em 96 com uma belíssima jogada do técnico Mike Budenholzer no segundo final.

Todos pensavam que a bola pararia em Giannis, mas Budenholzer abriu a quadra e Khris Middleton veio livre pra bandeja e mesmo errando teve tempo de corrigir no rebote ofensivo pra levar a partida ao tempo extra. Foi incompreensível, aliás, a forma como o Raptors fechou o último período, dando a bola nas mãos de Paskal Siakam, que errara três lances-livres seguidos (25 pontos e 11 rebotes ao todo), e não em Kawhi Leonard.

No primeiro tempo extra, os dois times tiveram chances, mas nenhum deles conseguiu conectar. Kawhi Leonard poderia ter dado a vitória para o Raptors, mas seu arremesso fatal bateu no aro duas vezes e, ao contrário da semana passada contra o Sixers, dessa vez não entrou.

A batalha dele e do Toronto foi recompensada na segunda prorrogação, quando os canadenses viram Antetokounmpo ser eliminado com seis faltas e tiveram cabeça fria e organização para, mesmo cansados, fecharem a partida em 118-112 graças também a um providencial toco de Siakam em Brook Lopez.

Leonard liderou um raçudo Toronto a uma fundamental vitória. Sem ela a temporada do Raptors teria literalmente ido por água abaixo. Temos um confronto interessante na final do Leste, não há dúvida.

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.