Topo
Bala na Cesta

Bala na Cesta

Veja a melhor performance do playoff até agora: Lillard faz 50 pontos e bola vencedora pro Portland

Fábio Balassiano

2024-04-20T19:06:26

24/04/2019 06h26

Steve DYKES / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP

Não tem ninguém na NBA jogando mais basquete que Damian Lillard neste playoff até agora. Mais uma prova disso veio ontem no Oregon. Com o seu time, o Portland Trail Blazers, perdendo do Oklahoma City Thunder em casa por 15 pontos na metade do último período o camisa 0 botou a bola embaixo do braço e decidiu resolver as coisas sozinho. E isso não é força de expressão.

Lillard terminou com surreais 50 pontos (10 bolas de três!!!), 7 rebotes e 6 assistências para guiar o Portland a vitória de 118-115 contra o Oklahoma City Thunder, fechando a série em 4-1 e mandando o rival que provocou o Blazers a série inteira pras férias mais cedo.

Assine o Bala na Cesta e tenha acesso a conteúdo e brindes incríveis

E com um detalhe maravilhoso: Lillard fez os últimos cinco pontos do Portland, sendo a última bola de três quase do meio da quadra no estouro do cronômetro por cima de Paul George, astro do rival. O Blazers, agora, aguarda o vencedor do duelo entre Denver Nuggets e San Antonio Spurs (3-2 Denver) para saber quem enfrenta na semifinal da conferência Oeste.

Steve DYKES / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP

"Nos últimos treinos que fiz o técnico de arremessos da equipe me forçou a treinar mais longe do que o começo da linha de três pontos. Ele estava me forçando a surpreender os marcadores e também a evitar o jogo mais físico. Olhei pro aro, me senti confortável com a distância e arrisquei dali mesmo. Estava confiante e a sensação de ganhar uma série pro Portland é indescritível", disse o armador que na série teve, na média, 33 pontos, 6 assistências, 46% de aproveitamento, 48% nas bolas de 3 e 5/5 nos arremessos 4 ou mais passos atrás da linha de três pontos. No final da coletiva, ele ainda emendou sobre as provocações que ouviu o duelo INTEIRO por parte dos rivais: "Eu dei tchau mesmo. No jogo 3 o Dennis Schroder (armador do Thunder) ficou apontando pro pulso dele (gesto característico de Lillard) depois de uma vitória. Só que o negócio termina quando ganha-se 4 jogos. E aí não há nada mais para falar".

Ao Oklahoma, vários sinais de alerta. O time perdeu as últimas três séries de playoff na primeira rodada, teve revés nos 12 mais recentes jogos de pós-temporada fora de casa, viu Russell Westbrook ser MASSACRADO por Damian Lillard e o elenco de apoio não funcionou muito bem. As férias serão longas pro Thunder, sem dúvida.

Veja a bola vencedora do craque e também os melhores momentos de sua performance arrebatadora:

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.