Topo
Bala na Cesta

Bala na Cesta

NBB11 começa no dia 13 de outubro - confira o ranking de forças do campeonato!

Fábio Balassiano

25/09/2018 06h00

Falta pouquíssimo pra começar o NBB11. O primeiro jogo da temporada 2018/2019 será no dia 13 de outubro com a reedição da final passada (Paulistano x Mogi às 13h30 em São Paulo) e desde já é possível fazer uma espécie de ranking de forças do campeonato, dividindo entre o que brigarão as 14 equipes que disputarão o melhor campeonato do país (as movimentações de mercado estão aqui).

Antes vale lembrar do regulamento: turno e returno, com primeiro ao quarto se classificando direto às quartas-de-final, quinto ao décimo-segundo jogando oitavas-de-final e o décimo-quarto sendo rebaixado à Liga Ouro.

Vamos lá:

Briga pelo título

Flamengo -> Reformulado, o rubro-negro chega com o técnico Gustavo de Conti, os armadores Davi Rossetto e Franco Balbi, os alas Deryk, Crescenzi, Jhonathan e no garrafão com Rafael Mineiro e Nesbitt. Ficam Anderson Varejão, Marquinhos e Olivinha apenas. É um elenco fortíssimo.

Mogi -> Outro que se mexeu bastante pra temporada. Perdeu Larry Taylor e Tyrone, duas de suas principais peças, mas manteve Shamell e trouxe JP Batista, Arthur Pecos, Gruber, João Pedro, Gui Deodato e o argentino Cafferata. As peças dão ao técnico Guerrinha inúmeras opções para mudar o jogo e isso é ótimo.

Bauru -> Não dá pra descartar Bauru para nada. Nunca. Alex está voltando de cirurgia no joelho. Gabriel Jau deve pegar apenas o final da temporada. Mas se perdeu Rafael Hettsheimeir, foi ótimo no mercado com Fúlvio, Lucas Mariano, Gustavo Basilio, Renato, Jefferson Willian, Cauê Verzola e Marcão. O técnico Demétrius permanece.

Franca -> Outro que se mexeu absurdamente pra temporada. Chegaram Elinho, Lucas Dias, Hettsheimeir, Andre Goes, Jimmy, David Jackson e Big. Mais uma vez Helinho terá um elenco recheado pra dirigir. Olho nos garotos Alexey, Didi, Cassiano e Gui Abreu, todos muito bons.

Paulistano -> O atual campeão perdeu muitas peças (pro Flamengo sobretudo), mas trouxe o excepcional Régis Marrelli pra ser o técnico, se classificou em primeiro no Paulista e conta com Yago em fase ENDIABRADA. Georginho voltou, Leo Meindl, Renan, Roquemore e Antonio chegaram, e Eddy e Hubner ficaram. Olho nos garotos Dikembe e Vitão.

Vai pro playoff

Corinthians -> Primeira temporada no NBB, mas com time razoável logo de cara. Fuller, Ricardo Fischer, Shilton, Giovannoni, Teichmann, Gui Bento, o uruguaio Aguiar, Humberto, Gustavinho e Abner. Olho no excelente técnico Bruno Savignani também, hein!

Minas -> O técnico Espiga foi mantido, a base permanece com Jefferson Campos, Gegê e Wesley (olho nele!) e vieram 3 estrangeiros (Che Bob, Sam Daniel e Coleman), Paranhos, Leo (pivô) e Lucas Lima (ala). Vai chegar ao playoff com certeza.

Brasília -> De volta à elite, Brasília aposta em rostos conhecidos como Nezinho, Arthur e o porto-riquenho Ricky Sanchez, além dos jovens Pedrinho Rava, Rafa Moreira, Pedro, Luis e Danilo. O técnico será André Germano, ex-assistente de Bauru.

Foto: Paulo Fernandes

Vasco -> Não entendi bem os movimentos do cruzmaltino no mercado, mas Alberto Bial chegou para ser o técnico do time que conta com Vitinho (ex-Mogi), Duda Machado, Padolinha (Armani), Pilar, Gemerson, Lupa e Holloway, que tem tudo pra ser o principal jogador do time.

Botafogo -> Está aí um time que pode surpreender. O técnico Leo Figueiró fará a sua estreia no NBB como treinador principal e terá como comandados Henrique Coelho (armador), Cauê Borges (Caxias do Sul), Mogi (ala), Maique, Ansaloni e Arthur Casimiro. Ficaram Fabricio, Guga e Jamaal.

Pinheiros -> César Guidetti permanece como técnico de um elenco bastante modificado. Chegaram Betinho, Dawkins, Isaac, Gabriel (ex-Botafogo) e Renato (ex-Vasco e Paulistano). Não consigo ver uma linha de encaixe nestas peças, mas vale a pena ficar de olho em Betinho, que tem jogado muitíssimo bem o Paulista.

Tem que se cuidar pra não cair (só cai um, não custa lembrar!)

Joinville -> Não há grandes reforços no time que disputou o NBB na temporada passada. Jefferson Socas é o nome mais conhecido. Maxwell, bom ala, merece atenção. De resto, a torcida precisa apoiar demais a equipe, pois a chance de rebaixamento existe.

Basquete Cearense -> Sem Alberto Bial, é vitorioso se manter no NBB, mas os reforços não animam muito (Alex é bom ala) e as saídas vão ser sentidas – sobretudo de Davi, armador e líder do time, e Leo, reboteiro de mão cheia. Daniel Russo, o técnico, estreia no comando do NBB.

São José -> É uma cidade empolgada, chegaram Stefano, Pedro, Schneider, Pastor e Leo Bispo, além dos gringos Sahdi e Johnson. Helio (armador veterano), Douglas Nunes e Panuzio permanecem do elenco da Liga Ouro. Acho que dos três citados neste grupo é o que corre menos risco inclusive.

Concordam comigo? Comentem vocês também!

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.