Topo
Bala na Cesta

Bala na Cesta

Botafogo pretende continuar sequência de vitórias em território neutro, por Felipe Souza

Fábio Balassiano

15/02/2018 13h00

FOTO: Vitor Silva/SSPress/Botafogo.

* Por Felipe Souza

O Carnaval acabou, e nessa sexta-feira acontece um clássico importante no Rio de Janeiro envolvendo Botafogo e Vasco (20h, com exibição do Twitter da Liga Nacional de Basquete). A equipe de General Severiano, que vem fazendo um campeonato bem abaixo do esperado com a campanha de 5 vitórias em 19 jogos, teve uma semana pré-carnavalesca perfeita (vitórias contra Basquete Cearense e Vitória em casa) e busca continuar nessa maré de sucesso com um resultado positivo no clássico contra o Vasco da Gama amanhã na Arena Carioca 1.

O mando de quadra do clássico é do Botafogo, nesta que é a primeira partida da equipe na Arena como mandante, mas mesmo assim não é algo que anime os torcedores. Em que pese o time estar fazendo bons jogos em sua casa, o Ginásio Oscar Zelaya, o último jogo da equipe comandada pelo Márcio Andrade na Arena Carioca foi contra o Flamengo na derrota mais dolorosa da equipe até o momento (107-54 contra o rival). E é algo que não saiu da memória de ninguém, claro.

Pra fazer da sexta-feira um dia feliz o Botafogo conta com o retrospecto recente. O time vem de vitórias importantes no Oscar Zelaya contra Basquete Cearense (70-68) e Vitória (94-74) e jogar em um território neutro agora não é o ideal segundo o ala Gabriel, um dos destaques do time com 9,3 pontos por jogo nesta temporada.

“Apesar da Arena ser um palco excelente para se jogar, eu sinceramente prefiro jogar no Oscar Zelaya. É onde treinamos, jogamos normalmente e há também pela questão da diferença de dimensões dos dois ginásios, já que a Arena é bem maior e mais espaçosa que nosso ginásio. Acredito que para o time do Vasco isso também fará diferença pois a situação deles é parecida com a nossa em relação a isso. De qualquer jeito isso não muda nosso empenho e empolgação para esse jogo”.

Já o técnico Márcio acredita que a derrota para o Flamengo foi um divisor de águas e está confiante para esse returno do NBB: “Sofremos muito no primeiro turno por causa das ausências de alguns jogadores. Chegamos a ficar sem cinco atletas. E as ausências, não foram por causa de excesso de treino, mas sim por traumas. No jogo contra o Vasco não vamos contar com o Rafinha e o Arnaldinho, ambos lesionados. Mas vale ressaltar, que o Anderson Barros (supervisor do futebol) nos ajudou bastante liberando o tratamento dos nossos atletas no departamento de futebol. Tenho conversado com os nossos jogadores que se a nossa campanha foi uma das piores no primeiro turno, por que não pode ser uma das melhores no segundo turno? É a nossa ideia”.

Com o Botafogo praticamente inteiro para essa partida, vindo de duas ótimas vitórias e vendo o seu adversário pressionado por uma colocação melhor no campeonato (o Vasco tem 8-13), a expectativa do clube é para um resultado positivo para o Glorioso. Agora só nos resta saber se a equipe vai conseguir afastar o fantasma da Arena Carioca 1 e conseguir sua primeira vitória no ginásio que foi o palco do basquete no Rio-2016.

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.