Topo
Bala na Cesta

Bala na Cesta

Ser campeão invicto pode fazer Warriors deixar de ganhar até R$ 192 milhões - entenda

Fábio Balassiano

08/06/2017 07h00

O Golden State Warriors que venceu o Cleveland Cavs por 118-113 ontem em Ohio pode ser campeão da NBA na sexta-feira, tornando-se o primeiro time da história da NBA a levantar o caneco sem perder nenhuma partida dos playoffs. Motivo de comemoração para todos na franquia, certo? Esportivamente a resposta é sim mas financeiramente a resposta é não.

Levantamento feito pela ESPN americana mostra que cada partida de playoff dos Warriors em casa gera a bagatela de US$ 7,5 milhões (R$ 24 mi/jogo) em receita apenas de ingressos a equipe (sem falar o que se ganha dentro do ginásio com alimentação). Como venceu as três primeiras séries de playoff desta temporada por 4-0, ou seja, não houve a necessidade das partidas 5 e 7 em Oakland contra Blazers, Jazz e Spurs, as rendas chegaram a US$ 59 de US$ 118 milhões possíveis caso todos os duelos (primeira rodada, segunda rodada e final do Oeste) tivessem chegado ao sétimo embate. A diferença entre o realizado de renda com ingressos e o que era possível ter ganho é de incríveis US$ 59 milhões (R$ 192 milhões), valor maior que a soma dos salários do trio formado por Kevin Durant, Klay Thompson e Steph Curry (US$ 55 milhões).

O cálculo de US$ 7,5 milhões por partidas é simples: são 14.500 torcedores que possuem o carnê anual para jogos do time e que pagam em média US$ 300 por jogo de playoff. Somem-se a eles os 5.000 torcedores que compram tíquetes para as partidas sem os carnês a um preço médio de US$ 600 e temos a renda de US$ 7,5 mi por partida na Oracle Arena, em Oakland.

Vale dizer que o Warriors lotou (19.596) TODOS os jogos na pós-temporada em casa (8). Na fase regular da competição, em 41 partidas, a taxa de ocupação foi de 100%, com tíquete médio de US$ 112 (renda de US$ 2,1 milhões por jogo e US$ 89 mi no total da temporada – este valor representa 83% da folha salarial de US$ 109 milhões da equipe inclusive).

Joe Lacob, dono da franquia, deve estar bem feliz com o possível / provável segundo título do Warriors em três anos. Ele comprou a equipe em 2011 por US$ 450 milhões e vai se tornando um dos donos com mais títulos em menos tempo na história da NBA. O lado basqueteiro e esportivo dele está nas nuvens, não resta dúvida.

Mas vale entender também como anda a cabeça do empresário com tudo isso também. É óbvio que há os ganhos indiretos (patrocínios, mídia espontânea etc.), mas Lacob certamente deve estar se perguntando como o timaço que ele montou foi capaz de ser tão lindo pro mundo todo ver e um pouco destrutivo com o seu lucro anual.

Quem sabe em 2018 a franquia consiga jogar mais vezes em casa para ganhar ainda mais dinheiro com ingressos.

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.