Bala na Cesta

Analisando e palpitando os confrontos dos playoffs da NBA

Fábio Balassiano

15/04/2017 15h00

Ontem dei aqui os meus prêmios para a temporada 2016/2017 da NBA. Hoje é a vez de falarmos sobre os confrontos dos playoffs que começam hoje (programação completa, inclusive com transmissões, aqui). Sem mais delongas, vamos lá:

LESTE

CELTICS x BULLS -> Poderia ser mais uma série fácil entre primeiro e último de conferência, mas não é bem assim, não. O Boston Celtics, melhor time do Leste, é muito bem treinado por Brad Stevens, possui um bom elenco, mas de estrela, estrela mesmo, apenas Isaiah Thomas. E é um grupo ainda muito jovem. Do outro lado estarão Jimmy Butler, Dwyane Wade, Robin Lopez e sobretudo Rajon Rondo, campeão pelo Boston há quase uma década e jogando diante de fãs que o veneram. Acho que o Boston é o favorito, tem mais chances de passar, mas não será fácil, não. O Chicago fez uma temporada regular bem inconstante, tem um técnico bem abaixo dos padrões ótimos da NBA (Fred Hoiberg), mas os confrontos individuais, a rodagem maior do elenco e sobretudo a dupla Butler-Wade funcionando podem fazer com que essa série vá bem longe.
Meu palpite: Boston em 6

CAVS x PACERS -> Tinha tudo pra ser um duelo difícil, mas não acho que será, não. O Indiana se reforçou bem antes da temporada, encheu Paul George de jogadores teoricamente talentosos, mas sua fase regular foi catastrófica. Se classificou em sétimo na bacia das almas e verá LeBron James e os Cavs logo de cara. O Cleveland não foi brilhante, mas a gente sabe bem como um atual campeão consegue se transformar em uma pós-temporada. Ainda mais com LeBron, que pode ir para a sua sétima final consecutiva, liderando o elenco. Vale a pena ficar ligado no duelo que já saiu faísca antes entre Lance Stephenson, contratado recentemente pelo Indiana, e LeBron James. Não acho inteligente ficar provocando o camisa 23 de Ohio, mas a gente bem como funciona (ou não funciona) a cabeça de Stephenson, né. Esta pode ser a última série de playoff com Paul George vestindo a camisa do Indiana. Ele tem seu nome especulado em várias possíveis trocas, está insatisfeito pacas com os rumos da franquia Pacers e não duvido que se o mata-mata for um desastre (algo bem possível) ele não peça pra se mudar já nessas férias americanas.
Meu palpite: Cavs em 5

RAPTORS x BUCKS -> É uma pena que a gente não consiga ver o trio de jovens do Milwaukee jogando junto em uma pós-temporada. Jabari Parker se machucou na metade da temporada, e o técnico Jason Kidd passou quase que 100% da chave do time para o grego Giannis Antetokounmpo, que jogou uma barbaridade nesta fase regular. O problema é que o grego é a única estrela do Bucks, e do outro lado estarão dois All-Stars que jogaram com ele em Nova Orleans (Kyle Lowry e DeMar DeRozan) e um excelente elenco de apoio formado por DeMarre Carroll, Jonas Valanciunas, Serge Ibaka, Patrick Patterson, PJ Tucker, Cory Joseph e Lucas Bebê. O Bucks fez uma boa campanha (a melhor da franquia desde 2010), mas não sei se tem muito mais a oferecer neste playoff contra um time experiente e recheado de opções.
Meu palpite: Raptors em 5

WIZARDS x HAWKS -> Está aí uma série difícil de prever, analisar e palpitar. Pelo lado do Washington é mais tranquilo compreender o que se passa. A bola é de John Wall, armador que fez uma temporada regular excepcional, se consolidando como um dos melhores jogadores de sua posição na NBA e os arremessos são de Bradley Beal, Bojan Bogdanovic, Markieff Morris e Otto Porter Jr. . Isso funcionou bem demais na primeira fase, quando a equipe chegou a 49 vitórias. Do outro lado está um Atlanta Hawks que trouxe Dwight Howard e que coloca Dennis Schroder, o armador alemão, para ditar o seu ritmo. A franquia perdeu Kyle Korver na metade do campeonato, antes do certame viu Al Horford sair e ainda tentou, sem sucesso, trocar Paul Millsap, melhor jogador do time. Entre uma partida excelente e outra bizarra o Atlanta chega ao playoff sem a gente ter a menor noção do que pode acontecer com os comandados de Mike Budenholzer.
Meu palpite: Wizards em 6

OESTE

WARRIORS x BLAZERS -> É o duelo de dois excepcionais armadores (Steph Curry e Damian Lillard), de dois ótimos ala-armadores (Klay Thompson e CJ McCollum) e de dois jogadores de garrafão com ótima visão de jogo (Draymond Green e Jusuf Nurkic). O problema para o Portland é que as semelhanças entre ele e o Golden State Warriors param quando a gente começa a colocar Kevin Durant e Andre Iguodala na equação. O Blazers melhorou demais com a adição de Nurkic da metade pro final da temporada, mas está longe de ser um time que possa vencer o Warriors, duas vezes finalista da NBA nos últimos 2 anos, em uma série de sete jogos. Vai depender demais de performances absurdas de Lillard e McCollums, o que a gente saber que em playoff nem sempre é fácil. Pro Golden State, vai ser bom para entrosar ainda mais o seu elenco, já que Durant retornou às ações apenas no último sábado de temporada regular.
Meu palpite: Warriors em 5

SPURS x GRIZZLIES -> Não creio que dê muito para o cheiro aqui, não. O Memphis tenta jogar de uma maneira legal, diferente, mas totalmente fora dos padrões atuais da NBA (defendendo muito, sem tantas bolas de três tentadas e com ritmo lento). É divertido, eu gosto, parece um time dos anos 90, mas hoje em dia isso parece jurássico quando a gente olha um Houston Rockets, um Golden State jogando. Do outro lado estará o “melhor programa de basquete” da NBA atual, o San Antonio Spurs, que tem conseguido se adaptar às mudanças do esporte de maneira incrível nos últimos 20 anos. O Grizzlies teve problemas com lesão durante toda fase regular, e a gente não sabe bem em que condições estarão Marc Gasol, Mike Conley, Zach Randolph e Vince Carter, que aos 40 anos pode estar fazendo o último playoff de sua icônica vida profissional. O Spurs chega como sempre: descansado, com Kawhi Leonard voando e com Gregg Popovich brilhando no banco de reservas.
Meu palpite: Spurs em 4

ROCKETS x THUNDER –> É o duelo dos dois principais candidatos a MVP da temporada, mas a verdade é que o Houston tem mais a oferecer a James Harden do que o Oklahoma a Russell Westbrook. Acho que o Thunder vai endurecer fortemente a parada para o Rockets, vai jogar como franco atirador e sem nenhuma pressão, mas talvez falte um pouco para avançar com este elenco a uma segunda rodada de playoff, por exemplo. Olho no núcleo de apoio do Rockets formado por Trevor Ariza, Ryan Anderson, Eric Gordon, Patrick Beverley, Nenê e Clint Capela, responsável por levar a franquia a terceira posição do Oeste nesta temporada e que faz chover bolas de três nas partidas. Caso o OKC consiga diminuir a sanha ofensiva do Houston a gente pode imaginar que o confronto se estenderá um pouquinho mais.
Meu palpite: Rockets em 7

CLIPPERS x JAZZ –> Será sem dúvida alguma o confronto mais equilibrado dessa primeira rodada no Oeste. O Utah Jazz ficou com o mando de quadra durante a temporada regular inteira, mas no mês de março deu uma derrapada e o Los Angeles Clippers ficou com a quarta colocação. O Clippers, aliás, sabe que este é a última “dança” deste núcleo formado por Chris Paul, DeAndre Jordan e Blake Griffin, e eles jogam com esse senso de urgência para irem o mais longe possível. Do outro lado estará um Utah que volta ao playoff depois de cinco anos e que conta com um jogador excepcional chamado Gordon Hayward. O ala comanda uma franquia que também tem os ótimos George Hill, Rudy Gobert e Boris Diaw, que dão sustentação para que Hayward pontue com consistência. No final das contas, acho que o mando de quadra e a experiência vão pesar a favor do time de Los Angeles.
Meu palpite: Clippers em 7

E você, concorda comigo? Só lembrando que quem quiser ainda pode participar do bolão Bala na Cesta pros playoffs da NBA, hein… É só clicar aqui.

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Topo