Topo
Bala na Cesta

Bala na Cesta

Veterano Ray Allen assina com o Miami Heat, ainda mais favorito ao bicampeonato em 2013

Fábio Balassiano

07/07/2012 13h53

A notícia vinha correndo nas últimas semanas, mas ontem tornou-se oficial. O Miami Heat assinou por três anos com Ray Allen (três anos, US$ 9,7 milhões), ala que passou as últimas cinco temporadas com o Boston e que fez uma proposta maior que a da turma da Flórida. Alguns pontos:

1) Pesou, segundo a imprensa norte-americana, a relação ruim com o armador Rajon Rondo, a vontade de Allen de conquistar mais títulos (no Miami ele tem mais chance, evidentemente) e a forma como ele foi tratado por Danny Ainge nos últimos meses (o manda-chuva dos Celtics tentou despachá-lo algumas vezes no último campeonato, e Ray não curtiu muito isso, não).

2) Escreverei sobre o assunto mais pra frente, mas há uma clara mudança de atitude na cabeça dos grandes jogadores da NBA. Ray Allen tem fama, título e recordes no currículo. Foi para o grande rival do Boston Celtics no último ano (o Miami, e jogar com LeBron James, não muito querido pelos verdes desde que jogava em Cleveland). Impensável nos anos 90? Real, cada vez mais possível, no século XXI. Acostumemos-nos, pois vai acontecer cada vez mais…

3) Muita gente anda se perguntando por que diabos David Stern não vetou a ida de Allen para o Miami, como ele fez ano passado com Chris Paul (a ida aos Lakers). São casos diferentes. Chris Paul viria em uma troca. e uma troca com um time que era administrado pela NBA. querendo ou não, a liga podia fazer aquilo – embora até hoje eu não concorde, evidentemente. Ray Allen era é um agente-livre, e ele poderia fazer o que bem quisesse sem que ninguém pudesse vetar. Não há muito o que se possa fazer quando um jogador deseja jogar em um clube.

4) Se o Miami já era o favorito para a temporada 2012-2013, o que dizer agora? Ray Allen será RESERVA de Dwyane Wade e LeBron James. Não sei se já houve uma peça reserva assim deste quilate na NBA (Ray é o recordista de bolas de três pontos na história da liga…). O Heat ainda tem duas cotas de veteranos para preencher, e comenta-se que o time quer Marcus Camby para o pivô e Rashard Lewis para a ala. Rivais, tremei…

5) Este é mais um ponto para Pat Riley, o presidente do Miami Heat. Sabendo que Allen estava triste com o tratamento dispensado a ele em Boston, Riley organizou uma verdadeira recepção de gala a Ray na Flórida. Chamou Alonzo Mourning para jantar com o camisa 20 na quinta-feira, colocou um vídeo de boas-vindas de LeBron James e Dwyane Wade na sexta-feira e convocou Erik Spoelstra para mostrar a ele, Ray Allen, quais os planos para o veterano nos próximos anos. Se não fosse o bastante, sabia que o ala queria o último contrato de sua vida, e ofereceu três campeonatos. Sabe bastante desse tal de basquete o Riley, não?

E você, o que achou da ida de Ray Allen para o Miami Heat? Comente na caixinha!

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.