Topo
Bala na Cesta

Bala na Cesta

Sete clubes, três vagas: quem vai para os playoffs na Euroliga?

Fábio Balassiano

2024-03-20T19:13:28

24/03/2019 13h28

* Por Rodrigo Salomão

Não, não é erro de digitação na chamada. Pode parecer insano (e de fato é!), mas a realidade é que, de um total de 16 clubes participantes, existem sete ainda com chances de avançar de fase na Euroliga (avançam oito pro mata-mata). E restam apenas duas rodadas por terminar. Uma loucura!

As últimas partidas foram de muitas idas e vindas na tabela. Estivemos novamente acompanhando in loco o Maccabi Tel Aviv e sua incessante saga, mas as duas derrotas para Anadolu Efes (já classificado) e Zalgiris Kaunas (ainda na briga) dificultaram a missão.

O duelo mais recente que cobrimos de perto foi diante do Zalgiris, da Lituânia. Reencontro com a equipe do técnico Sarunas Jasikevicius, ídolo em Israel por ter sido uma das estrelas do time bicampeão da Euroliga nos anos de 2004 e 2005. Ovacionado, como de costume na Menora Mivtachim Arena, Saras arrancou um excelente resultado fora de casa (85-83) e manteve os lituanos vivos na disputa. Dois dias depois, diante de sua impressionante torcida, mais um êxito e mais um passo rumo aos playoffs. Só que ainda está difícil.

Vamos à situação de momento na classificação, para explicar melhor o drama. Estão já classificados Fenerbahce, CSKA, Real Madrid, Anadolu Efes e, mais recentemente, o Barcelona. Na sequência, Baskonia e Panathinaikos, com 15 vitórias, vêm em boa situação, mas sem garantias matemáticas. Com 14 vitórias, o Milano hoje fecharia a seleta lista dos 8 melhores colocados.

E é aí que vêm "a corrida pelo ouro", já que Olympiakos, Zalgiris, Maccabi e Bayern de Munique – todos eles – estão com campanhas empatadas, com 13 vitórias. A apenas uma da sonhada vaga. Tão longe e tão perto. Na próxima semana, mais jogos pela frente. A conferir quem deixará a disputa, quem confirmará presença na pós-temporada e quem seguirá sonhando até a última das rodadas, em 4 e 5 de abril. É bom ficar de olho. Nós estaremos também.

Curtinhas da Euroliga:

  • O ala-pivô Felipe Reyes quebrou um recorde histórico na competição. Ao chegar à marca de 342 partidas realizadas, o atleta do Real Madrid tornou-se o jogador que mais vezes entrou em quadra na Euroliga. Número espantoso;
  • Figura emblemática na liga, Thanasis Giannakopoulos, ex-presidente do Panathinaikos, faleceu aos 88 anos. Recebeu diversas homenagens do mundo do basquete e, claro, antes das partidas nas quadras europeias;
  • Um fato nada agradável também agitou a semana por aqui. Will Clyburn, jogador do CSKA, foi ameaçado de morte nas redes sociais após sua equipe derrotar o Fenerbahce. A ameaça velada foi enviada para o Instagram de sua esposa, que tornou pública a mensagem. A Euroliga emitiu comunicado banindo a entrada do "torcedor" em qualquer outra partida do torneio e da Eurocup. Por fim, anunciou que prestará todo suporte para o que o atleta e sua família decidirem fazer diante do ocorrido.
  • O mês de março é para reverenciar o "sprint" do Panathinaikos do técnico Rick Pitino. Foram seis vitórias consecutivas.

  • Por falar no basquete universitário norte-americano, a fama de Zion Williamson atravessou o mar e chegou à festa de Purim, o "carnaval israelense". A inusitada fantasia em referência à estrela de Duke dá sinais de que a galera está empolgada com seus "superpoderes".

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.