Topo
Bala na Cesta

Bala na Cesta

Toronto joga bem, iguala a série em 2-2 e dá emoção à decisão do Leste

Fábio Balassiano

2021-05-20T19:23:35

21/05/2019 23h35

Getty / AFP

Temos uma série na decisão da conferência Leste na NBA. Totalmente contra a parede após perder os dois primeiros jogos em Milwaukee até a última sexta-feira, o Toronto Raptors, quatro dias depois, acaba de deixar a final empatada. Jogando muito bem do começo ao fim e com uma defesa pra lá de consistente, os canadenses fizeram 120-102 em casa, igualaram o duelo em 2-2 e jogaram uma pressão imensa nas costas do Bucks, o time de melhor campanha da temporada (o único a chegar a 60 vitórias, aliás). Com 25 pontos, Kyle Lowry foi o cestinha dos vencedores, enquanto Khris Middleton liderou os Bucks com 30 pontos.

O jogo 5 será na quinta-feira, 21h30, em Milwaukee (Sportv exibe). Quem vencer abre 3-2 e fica a uma vitória de jogar a final da NBA (algo que nunca esteve tão próximo da franquia Raptors, por exemplo). Enquanto os dois times se engalfinham, não custa lembrar que o atual bicampeão Golden State Warriors estará treinando e descansando até o dia 30 de maio, data da primeira partida da final.

Bem equilibrado, o primeiro período viu atuações muito boas de Kyle Lowry, armador do Toronto, e Giannis Antetokounmpo (25 pontos, 10 rebotes e 5 assistências no total), do Bucks. No final, 32-31 pro Toronto, que novamente viu uma peça até certo ponto surpreendente aparecer no segundo quarto. Norman Powell saiu do banco e mais uma vez foi brilhante pelos Raptors. Foram duas bolas de três seguidas, 18 pontos no total e uma energia incrível para um elenco que precisava de profundidade nas alas. Além dele, os outros dois suplentes que entraram (Serge Ibaka, com 17 pontos e 13 rebotes, e Fred VanVleet, com 13 pontos e 6 assistências) foram muitíssimo bem. Graças a eles o Raptors foi pro intervalo com 65-55. Estrela do time, Kawhi Leonard nem precisou ser brilhante (19 pontos) para seu time ir bem.

Getty / AFP

No segundo tempo o Bucks esboçou uma reação com Khris Middleton (30 pontos), mas nada muito regular. Pelo contrário. A diferença baixou para quatro pontos, mas dois erros terríveis de cobertura na defesa do Milwaukee fizeram com que a margem subisse para 9 e não descesse mais até o final da partida.

Nos 12 minutos finais o Totonto abriu com 10-2, chegou a ter 20 pontos de frente e apenas administrou a sua vantagem para vencer por 120-102, deixar a sua torcida ensandecida (inclusive o rapper Drake, torcedor símbolo da franquia) e continuar sonhando com a inédita final da NBA.

Getty / AFP

O jogo 5, em Milwaukee, será o mais importante dos dois times na temporada ao meu ver. Caso vença, o Toronto faz a partida 6 em casa pra ir à decisão da NBA. Se der Bucks, o time do grego Giannis dá uma respirada e reverte um pouco do cenário dos dois últimos jogos da série.

Sobre o blog

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.