Bala na Cesta

Arquivo : Atlanta Hawks

Pitacos da NBA: site oficial chamou Tim Duncan de velho e teve jogo com 4 prorrogações
Comentários Comente

Fábio Balassiano

– Não há nada mais engraçado na temporada do que a justificativa que a NBA deu para o DNP (não jogou) de Tim Duncan, ala-pivô do San Antonio Spurs. Ao lado do famoso DNP, o site oficial da liga colocou um singelo “OLD”, ou seja, velho. Confesso que nunca tinha visto isso. Veja a imagem ao lado. No fim, com ou sem Duncan, vitória dos Spurs por 93-76.

– Agora, quem está cansado, sendo novo ou velho, é quem esteve em quadra ontem na Geórgia. A partida entre Utah e Atlanta terminou em 139-133 para os Hawks, teve quatro prorrogações e foi a mais longa desde que o Phoenix fez 140-139 no Portland em 14 de novembro de 1997. Foi a quarta partida mais longa da história da NBA (o mais longo aconteceu em 6 de janeiro de 1951, quando o Indianapolis venceu o Rochester por 75-73 depois de seis tempos-extras).A sorte é que hoje, segunda-feira, o Atlanta descansa. Já o Utah, depois de quatro prorrogações, viaja para New Jersey, onde enfrenta os Nets nesta noite. Será que eles aguentam 48 minutos? Para se ter uma ideia, Gordon Hayward esteve em quadra por 57 minutos. Inacreditável, não?

– No jogo mais aguardado do dia, o Oklahoma City Thunder mostrou que realmente está preparado para o título da temporada. Não tomou conhecimento do Miami Heat, fez 103-87 com tranquilidade e venceu o rival para mostrar a sua força. Russell Westbrook não foi bem com 4/16 nos chutes, mas Kevin Durant compensou com 28 pontos, nove rebotes, oito assistências e uma onipresença impressionante. Além dele, Serge Ibaka, com 19 pontos, dez rebotes e cravadas sensacionais, foi muitíssimo bem. Ah, e mais uma vez a falta de um sistema de jogo ficou evidente no Miami Heat. Enquanto o time basear TODAS as suas jogadas no um-contra-um de Dwyane Wade e LeBron James, ficará difícil vencer rivais muito bem estruturados. Apenas um detalhe mais: terceiro melhor ataque da liga com 101,4 pontos, o Miami não anota 100 pontos ou mais há cinco partidas, e só atingiu a centena duas vezes nas últimas 12 partidas. Cansaço natural de uma temporada estafante?

– O Minnesota não deve mesmo se classificar aos playoffs da NBA, mas será uma pena não ver Kevin Love na pós-temporada (Ricky Rubio, como sabemos, está fora por causa da lesão no joelho). Depois de ter anotado 51 pontos na sexta-feira contra o Oklahoma, o ala-pivô saiu-se com 30 pontos e 21 rebotes no triunfo de seu time contra o Denver por 117-100. Só uma perguntinha: é impensável considerá-lo (ao menos considerá-lo) para a eleição de MVP?

E você, viu a rodada de domingo da NBA? Gostou? Comente na caixinha!


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>