Bala na Cesta

O coração de Isaiah Thomas e o crítico jogo 2 pro Celtics nesta noite em Boston

Fábio Balassiano

O jogo 1 entre Celtics e Bulls no domingo em Boston foi marcado por tudo que cercou Isaiah Thomas. Melhor jogador e ídolo celta, ele perdeu a sua irmã Chyna no dia anterior devido a acidente de carro em que ela se envolveu, foi liberado pela equipe, mas encontrou forças para tentar ajudar o seu time a abrir o difícil duelo da primeira rodada do playoff.

Com um coração do tamanho do mundo, com sangue frio absurdo e com a torcida gritando seu nome a cada segundo Isaiah conseguiu deixar as emoções de lado assim que a bola subiu para terminar com 33 pontos, 6 assistências e 5 rebotes, mas não evitou a derrota do Boston por 106-102 para um Chicago que contou com 30 pontos de Jimmy Butler.

Por isso o jogo desta noite, também em Boston (21h, ESPN), é fundamental pros Celtics. O time não pode nem pensar em viajar para Chicago com 0-2 na mala, o que faria todo esforço da temporada regular praticamente ruir em menos de uma semana.

Para empatar a série, melhorar a proteção de rebotes é a regra número 1 para esta terça-feira em relação aos verdes, que permitiram surreais 20 rebotes ofensivos aos Bulls na partida que abriu a série.

Isaiah Thomas recebeu todo apoio de seus companheiros e disse que só encontrará com toda a sua família em Washington, onde Chyna faleceu em acidente de carro, na quarta-feira após a partida desta noite. O melhor prêmio que alguém tão forte mentalmente pode receber é vencer o jogo de hoje.