Bala na Cesta

Com Ibirapuera lotado e show do Jota Quest, Jogo das Estrelas posiciona NBB no topo do país

Fábio Balassiano

Mais de 10 mil pessoas lotarão a partir das 10h o emblemático ginásio do Ibirapuera neste domingo em São Paulo para assistir a nona edição do Jogo das Estrelas do NBB. Mas não só isso. Aqueles que sairão de suas casas rumo a grande festa do basquete brasileiro poderão presenciar também os motivos pelos quais o NBB está conseguindo alcançar outro patamar no esporte nacional.

Além do excepcional trabalho prévio de marketing / comunicação que fez os ingressos se esgotarem com antecedência incrível, cabe destacar o que a Liga Nacional reserva para este domingo de março na maior capital da América Latina. Os dois times da atração principal principal (NBB Brasil x NBB Mundo) jogarão com camisas fazendo referência aos tradicionais Sírio e Monte Líbano, que lotaram ginásios na cidade nas décadas de 70 e 80, haverá uma série de homenagens a grandes personagens da modalidade e um show da popular banda Jota Quest no intervalo do Jogo das Estrelas.

Além do Jogo das Estrelas, cujos quintetos titulares serão formados por Marquinhos, Olivinha, Marcelinho, Alex e Giovannoni no NBB Brasil e Rodgers, Shamell, Tyrone, David Jackson e Rollins no NBB Mundo, haverá o Desafio de Habilidades, o Desafio de Enterradas (Jhonathan, que entra no lugar do lesionado Mogi), Bennett, Gui Deodato e Danilo Fuzaro participam), o Concurso de Três pontos (Duda, o atual campeão, Marquinhos, Shamell, David Jackson, Jefferson Willian e Deryk Ramos) e o Jogo das Celebridades.

Atrações de alto nível para colocar de uma vez por todas o NBB no patamar mais alto do país quando falamos em gestão esportiva.