Bala na Cesta

Jogo das Estrelas do NBB fará bela homenagem a Monte Líbano e Sírio neste domingo

Fábio Balassiano

Com todos os ingressos vendidos, o Jogo das Estrelas do NBB acontece no próximo domingo no ginásio do Ibirapuera em São Paulo. Será recheado de atrações, como a da banda Jota Quest (mais aqui), e uma homenagem pra lá de especial.

A Liga Nacional de Basquete prepara justa reverência a Esporte Clube Sírio e Clube Atlético Monte Líbano, dois times que marcaram época na capital paulistana nas décadas de 70 e 80.

Os clubes estarão representados no duelo entre NBB Brasil e NBB Mundo. A equipe brasileira vestirá a cor azul do Monte Líbano, vice-campeão do mundo em 1985, enquanto que a legião estrangeira usará o vermelho do Sírio, campeão Mundial de Clubes em 1979 no mesmo ginásio em que será realizada a festa de 2017.

Além das agremiações, a Liga Nacional também homenageará os atletas que fizeram parte destas históricas equipes e nomes como Marcel, Pipoka, Marquinhos Abdalla, Cadum Marcelo Vido, Dodi e Eduardo Agra estarão no Ibirapuera. Todos eles receberão placas comemorativas em relação às expressivas conquistas durante a grande festa do basquete brasileiro.

O histórico título do Sírio, que tinha Oscar, Marcel e Marquinhos no elenco, em 1979 veio depois de uma incrível vitória no Ginásio do Ibirapuera contra o Bosna Sarajevo, da antiga Iugoslávia, por 100 a 98. Além do Mundial, o Sírio se firmou ainda mais como potência ao faturar sete títulos nacionais e oito Sul-Americanos. Já o Monte Líbano conquistou cinco nacionais (entre 1982 e 1987), sendo os quatro últimos de maneira consecutiva. Neste período, o clube paulistano foi vice-campeão mundial em 1985, após ser derrotado pelo anfitrião Barcelona na grande final. Os grandes responsáveis por esta época áurea foram Cadum, Israel, Pipoka, Maury e Marcel, o único a atuar pelas duas equipes.