Bala na Cesta

Paul Pierce anuncia aposentadoria, e ‘NBA da década de 90’ está chegando ao fim

Fábio Balassiano

pierce1Parece que foi combinado, né? Menos de uma semana depois de Kevin Garnett anunciar a aposentadoria das quadras, foi a vez de Paul Pierce, que jogou com KG no Boston campeão de 2008, enviar um texto ao Players Tribune informando que 2016/2017 será a sua última temporada como atleta profissional. Aos 38 anos, The Truth, como é conhecido, jogará o seu décimo-nono campeonato com o Los Angeles Clippers e dará adeus ao basquete.

nba90sA saída de cena de Pierce merecerá um texto à parte no dia 5 de fevereiro, quando o craque jogará contra o ''eternamente seu'' Boston Celtics pela última vez (foram 15 temporadas com o verde mais famoso da NBA) e também na semana de sua despedida, em maio, junho de 2016.

Por enquanto vale refletir que com as aposentadorias recentes de Kobe Bryant, Tim Duncan, Kevin Garnett e agora Paul Pierce restarão, caso continuem jogando em 2017/2018, apenas cinco jogadores em atividade que atuaram na década de 90 (final do Século XX portanto). São eles Dirk Nowitzki, do Dallas e de 38 anos. Vince Carter, do Memphis e de 39.  Jason Terry, agora no Bucks e também de 39. Elton Brand, de 37 e com o Sixers. E Ron Artest, no Lakers aos 36. Na NBA desde 1999, o pivô Nazr Mohammed ainda está sem clube.

pierce2havia notado isso quando da convocação para o All-Star Game de 2015, mas agora está mais claro do que nunca que a NBA passa por uma troca de guarda como a que aconteceu quando Michael Jordan, Hakeem Olajuwon, Karl Malone e Isiah Thomas, entre outros, deixaram o bastão da liga para Kobe Bryant, Tim Duncan, Kevin Garnett e outros projetos de craques que surgiam à época.

Paul Pierce, assim como Kobe, Duncan e Garnett, nasceu para o basquete no final da década de 90. Foi calouro com o Boston em 1998/1999, a temporada do locaute, aprendeu com a turma mais antiga que a dele, ralou nas ostras para recolocar os Celtics de novo nos trilhos (quase uma década depois que disputou, e ganhou, a sua primeira final) e se consagrou como um dos maiores ídolos de uma das franquias mais tradicionais do esporte americano.

pierce2Ainda passou por Brooklyn Nets, Washington Wizards e agora está no Los Angeles Clippers para fechar a sua brilhante carreira na NBA, mas a verdade é que ninguém se lembrará disso daqui a 20, 30 anos. Paul é o nome e seu sobrenome será sempre Boston Celtics.

Pierce será um dos últimos do Século XX a se despedir das quadras. Fez parte do ''boom'' internacional da liga e muitos dos que acompanham nos dias de hoje no Brasil começaram a amar a NBA naquela época. Época de Bandeirantes com Luciano do Valle, época de transmissões na TNT e na ESPN (algumas vezes só em inglês, outras vezes travando o sinal nos últimos dois minutos do quarto período…), época de um dos slogans mais famosos da liga, o ''I Love This Game'', época de Michael Jordan. Época de muita coisa que, vejam só, hoje parece nostalgia.

Estamos ficando todos muito velhos. Continuamos amamos este jogo. Eternamente seremos gratos a Paul Pierce a aos ''velhinhos'' da década de 90 que nos fizeram abrir os olhos para o melhor esporte de todos.