Bala na Cesta

Contagem regressiva: Jorge Monteiro relembra gancho histórico de Magic Johnson contra Celtics

Fábio Balassiano

Chegou a vez de Magic Jonson passar por aqui na contagem regressiva para a temporada 2012-2013 da NBA. O vídeo foi enviado pelo leitor Jorge Monteiro, e tem como personagem central ninguém menos que Magic Jonson. O ano era 1987, e Los Angeles Lakers e Boston Celtics disputavam, jogo a jogo, a decisão de 1987. Com 2-1 na série, os angelinos sabiam que precisavam evitar nova derrota no Boston Garden.

E naquele domingo, 9 de junho de 1987, Magic Johnson decidiu mostrar quem mandaria naquela série. Com 29 pontos, oito rebotes e cinco assistências, ele guiu os Lakers a uma importante vitória por 107-106 com um gancho sensacional nos segundos finais. Sete dias depois, em casa, os angelinos venceriam o Boston por 106-93 para conquistar o título (o quarto de Magic e o primeiro do único bicampeonato da franquia naquela década veio com 16 pontos e incríveis 19 assistências do armador).

Jorge resumiu bem: “Magic deu um gancho inesquecível que praticamente garantiu o título para Los Angeles naquele ano. Acho que até hoje foi a cesta mais importante da franquia, feita pelo seu maior jogador de todos os tempos, Magic Johnson'', enviou-me por e-mail.

Não lembra do lance? Clica aí, vai!

  1. Paulo

    26/09/2012 23:55:03

    Como disse Bird, "quando você joga contra os Lakers, espera perder com um gancho. Você só não espera que venha do Magic Johnson".

  2. Jorge Monteiro

    26/09/2012 00:18:08

    Obrigado Rodrigo, e agradeço a Bandeirantes e o nostalgico Show do Esporte por me apresentar a NBA nos anos 80 e Magic, obrigado por ter sido esse genio máximo do basquete!

  3. Humberto Perez

    23/09/2012 22:21:20

    Ralph, posso até admitir que Magic pode ter sido melhor tecnicamente que Cahmberlain (e concordo completamente que ele fazia jus ao apelido), mas o mesmo, assim como "Mr. Basktball" Mikan, era tão dominante que alguns contemporâneos classificavam sua superioridade sobre os adversários como "cômica". Nenhum demérito para Magic, de quem sou grande fã, como adicionei foi por volta da época daquele bicampeonato do Lakers que me tornei torcedor da equipe, muito por conta de Magic e da dupla que ele fazia com Jabbar, assisti a muitos jogos deles pela band, sexta ou sábado à noite se não me falha a memória. Mas Chamberlain era tão superior aos demais que não precisava mesmo ter uma técnica tão apurada. Dois exemplos do que ele fazia: graças a ele foi tornada ilegal uma jogada que ele fazia, e ao mesmo tempo foi aumentada a altura da cesta, pois ele entrava na zona morta e encestava POR TRÁS DA TABELA, até que finalmente esta jogada foi tornada ilegal; e a linha de lance livre também foi posicionada mais distante da cesta, pois naquela época era permitido pular em direção a cesta para converter o lance, e ele pulava da linha do lance livre, sem tomar distância nem correr, e ENTERRAVA ao invés de lançar a bola, pois para ele era mais fácil que lançar já que como Shaq ele tinha um aproveitamento pífio nos lances livres (média de cerca de 51% na carreira se não me falha a memória, pois é nem ele era perfeito). Então, pelo que se pode ver, ele não precisava mesmo ter uma técnica tão perfeita. E não se pode dizer que ele jogava sem adversários, pois ele perdeu sete de oito series finais de playoffs para o Boston de Bill Russel, a máquina de títulos dos anos 60, e ganhou apenas dois anéis de campeão, um deles pelo Lakers, mesmo tendo ganhado 4 MVPs na carreira.

  4. Rodrigo Maximiano

    23/09/2012 19:00:13

    Que elegância p jogar...foi meu grande ídolo do basquete, msm porque jogou no meu time, pena q na época a aids era cercada de dúvidas e desconhecimento geral...Valeu pelo amigo q mandou o video, é de arrepiar.

  5. Jorge Monteiro

    23/09/2012 18:06:52

    Bala, valeu mesmo por postar a mina sugestão, me senti lisonjeado e caro Humberto, como mesmo foi colocado, é a minha opnião, vivemos numa democracia e cada um tem a sua escolha e visão das coisas e continuo reafirmando que Magic foi o maior jogador do Lakers da história, por tudo que ele fez pelo basquete.

  6. Renzo

    23/09/2012 17:53:27

    Lembro dessa jogada na abertura da "Faixa Nobre do Esporte" , na Band !!!

  7. marcos gordinho

    23/09/2012 16:13:58

    Dificil apontar um jogador maior que Magic no Lakers. Abdul ja estava por la e sem titulos quando trouxeram Magic 1 do draft para ser escudeiro e este transformou-se em um cavaleiro quando na final (em sua temporada de novato) sem Abdul assumiu posicionamento flexivel e ate de pivo jogou garantindo o titulo da temporada para o Lakers alem de arrastar o MVP das finais e outras coisas mais. Cara me arrepio so de imaginar tudo daria um baita filme com tema esportivo. Nem sei ao certo o por que de nao terem ainda feito um filmaço desse grande idolo do esporte que teve sua carreira atrapalhada pela AIDS e tambem teve extraordinarios adversarios no outro lado da quadra (Celltics e principalmente Bulls de Jordan e cia), mas ai ele ja tinha 5 aneis. Nao vou me desgastar competindo com "quem foi melhor?". Para mim sera sempre o maior armador, condutor, lider, motivador, carismatico e ser humano que a NBA conheceu. Tudo nao diminui seus erros na vida mas expoe a forma como ele enfrentou cada situaçao.

  8. Ralph Solera

    23/09/2012 15:52:39

    Magic era, literalmente, o que o apelido sugere. Para mim tb foi o maior da história do Lakers, mesmo com Jabbar e Chamberlain no páreo. Se Chamberlain teve mais importância pelos motivos expostos pelo sr Humberto, acho que Johnson foi o "melho", tecnicamente, sendo superior até a Jabbar.

  9. Humberto Perez

    23/09/2012 14:24:35

    P.S.; Foi por volta desta mesma época, entre os anos de 85 e 88, que me defini como torcedor dos Lakers.

  10. Humberto Perez

    23/09/2012 13:31:25

    De um fã de Earvin "Magic" Johnson Jr. e um super-fã dos Lakers, para o que a dupla Magic Johnson-Abdul Jabbar contribuiu tremendamente, com todo o respeito a opinião do sr. Jorge Monteiro, mas se temos que eleger um único jogador como melhor de todos os tempos minha escolha recairia sobre outro atleta que atuou no Lakers. A despeito de toda a controvérsia que seria gerada simplesmente pela coerência ou não em se apontar um único atleta como "o melhor" em um esporte coletivo, fosse eu forçado a eleger um jogador como o melhor do esporte este não seria outro que não Wilt Chamberlain. Não pelo indefectível jogo dos 100 pontos que ele fez, não pela absurda diferença atlética e de habilidade que ele exibia em relação aos jogadares contemporâneos seus, mas sim pelo impacto causado por seus anos de atuação no esporte, não só nos Estados Unidos como também em todo o mundo, concretizado nas várias alterações de regras e revisões forçadas por seus feitos, que só encontram rival em número nas mudanças causadas por outro jogador dos Lakers quando estes ainda estavam sediados Minneapolis, George "Mr. Basketball" Mikan.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso